CONTEÚDO EM PARCERIA PARA A

nespresso logo
 ...

Depois de décadas de conflito, o café finalmente volta a Caquetá

Na remota região da Amazônia colombiana, agricultores parceiros da Nespresso estão revitalizando uma cultura de café de alta qualidade.

Texto por Jack Neighbour

FOTOGRAFIA POR RENA EFFENDI

Voltando às montanhas

No coração da Amazônia colombiana, a densidade tropical da floresta e as chuvas abundantes produzem as condições ideais para o cultivo de café. Em 2016, um importante acordo de paz pôs fim a um conflito local que já durava cinco décadas. Depois disso, Don Fernando (à esquerda) e Don Edgar Otavo Martin (à direita), ambos especialistas em agricultura, uniram-se ao Programa AAA Nespresso de Qualidade Sustentável™ para transformar o cultivo de café em uma forma mais viável de sustento familiar.

Fotografia por Rena Effendi

O café prospera na selva

O café Arábica adora crescer na sombra e produz mais na altitude e nos climas mais frescos. Por isso, as selvas úmidas, densas e montanhosas de Caquetá são como estufas naturais para o cultivo de cafés de alta qualidade. Embora o ambiente seja ideal para o cultivo do famoso café amazônico, o relevo acidentado e as chuvas sazonais são desafios para os agricultores, sobretudo por causa da baixa produtividade por pé de café, do acesso reduzido a maquinário moderno de processamento e da falta de infraestrutura para levar o café ao mercado. Felizmente, programas especializados de treinamento estão ajudando a solucionar esses problemas.

Fotografia por Rena Effendi

Um legado que enche de orgulho

Don Fernando comprou dos próprios pais a fazenda onde mora com sua família há doze anos. Para ele, cultivar café é mais do que um meio de vida. É um legado, algo que ele aprendeu dos pais e que quer passar para os filhos. Depois que começou a participar do Programa AAA, ele conseguiu comprar uma fazenda maior e está se tornando uma figura importante em sua comunidade. Outros agricultores agora recorrem a ele pedindo conselhos e querem participar do programa depois de terem visto os efeitos positivos que o café de alta qualidade teve sobre a reputação de Caquetá.

Fotografia por Rena Effendi

Café de qualidade significa mais tempo

Don Fernando aproveita seu merecido descanso para curtir a família. Depois de firmar uma parceria com a Nespresso, ele tem recebido assistência contínua e treinamento agrícola que levou a um aumento da produtividade de sua propriedade rural. Isso significa renda mais alta e mais estável. Sabendo que o café se tornou um negócio confiável e uma fonte estável de renda, Don Fernando consegue olhar além das operações diárias e planejar um futuro mais tranquilo com a expansão de sua lavoura, ciente de que consegue sustentar sua família e passar mais tempo relaxando com os filhos.

Fotografia por Rena Effendi

Transmitindo o conhecimento adquirido

Tendo aprendido tudo com os pais, Don Fernando conhece os meandros da produção de Arábica de alta qualidade. A participação no Programa AAA Nespresso de Qualidade Sustentável™ está ajudando a preservar o rico legado que a família dele construiu na lavoura de café, e agora ele pode transmitir aos filhos tanto essas técnicas tradicionais quanto as novas práticas agrícolas sustentáveis da Nespresso.

Fotografia por Rena Effendi

A volta do café

Don Edgar é mais um agricultor cuja família produzia Arábica na região antes de as instabilidades políticas os levarem à difícil decisão de sair de casa. Naquela época, a ameaça de eclosão de um conflito tornava inseguro o cultivo e o transporte do café. Até mesmo encontrar trabalhadores em número suficiente para colher a produção era quase impossível, mas agora a região está em paz. Agricultores como Don Edgar puderam voltar e, por meio do treinamento e do comércio com a Nespresso, retomar suas lavouras como negócios viáveis.

Fotografia por Rena Effendi

É difícil achar uma estrada em Caquetá

Com sua confiável mula de carga, Don Edgar atravessa uma ponte no caminho acidentado e pedregoso que leva da lavoura à cooperativa cafeeira local. Por causa do terreno montanhoso da região, algumas fazendas ficam a uma hora ou mais da estrada mais próxima, o que dificulta a vida das famílias que precisam transportar seus grãos. As mulas continuam sendo a maneira mais eficaz de levar o café ao mercado, mas a infraestrutura vem melhorando, e o preço diferenciado pago pelos grãos de alta qualidade faz a caminhada valer a pena.

Fotografia por Rena Effendi

Um futuro melhor pela frente

Para muitos casais que vivem em Caquetá, cultivar café é um estilo de vida. Frequentemente, essa é a principal fonte de renda das famílias locais, além de ser uma atividade que todos amam e um legado que eles querem passar para os filhos. Depois de um período turbulento quase ter erradicado essa forma de vida, o apoio, o treinamento, os equipamentos certos e o investimento contínuo em infraestrutura estão mantendo viva a paixão dos agricultores e a tradição a ela associada. Ao longo dos próximos anos, isso vai ajudar a garantir que o mundo possa continuar saboreando o café maravilhoso que eles produzem.
Veja mais histórias de café aqui.

Fotografia por Rena Effendi

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados