Veja por dentro dos aviões soviéticos vintage da Coreia do Norte

A nação isolada está congelada nos anos dourados da aviação Soviética.

Fotos de Arthur Mebius
Publicado 14 de fev. de 2018 16:54 BRST, Atualizado 5 de nov. de 2020 03:22 BRT

A Coreia do Norte é um dos países mais isolados do mundo. Viagens internacionais são altamente reguladas e movimentos de liberdade dentro das fronteiras são raros. A falta de demanda por viagem aérea junto com sanções globais tem tido uma consequência involuntária: o país está congelado nos anos dourados da aviação Soviética.

Um piloto tira as capas do motor de um Tupolev Tu-154.
Foto de Arthur Mebius

“A Coreia do Norte é um país incomum que fascina muitas pessoas e eu acho que as pessoas ficam curiosas para ver como é uma companhia aérea em um contexto tão estranho,” disse o fotógrafo Arthur Mebius, que pegou 24 voos com a Air Koryo ao longo de três viagens separadas. Seu álbum de fotos, Dear Sky, the Planes and People of North Korea’s Airline (Querido céu, os aviões e as pessoas da companhia aérea da Coreia do Norte), é um tributo à dedicada tripulação da companhia aérea e ao seu amor pela aviação.

SOKAO (Linhas Aérea Norte-Coreanas-Soviéticas), a companhia aérea hoje conhecida como Air Koryo, foi originalmente criada em 1945 para conectar Pyongyang e Moscou. Em 1993, ela foi rebatizada para o seu nome atual, inspirada pela dinastia Koryo, que comandou a península de 918 a 1392 d.C.

Sua frota clássica dos anos 1960, composta por Ilyushins, Tupolevs e Antonovs, ainda está ativa.

Um piloto observa a pista do Aeroporto da Coreia do Norte.
Foto de Arthur Mebius
Uma aeromoça espia detrás de uma cortina em um avião da Air Koryo.
Foto de Arthur Mebius

“Devido a sanções internacionais e restrições ambientais, essa frota de aviões comerciais russos da Air Koryo raramente voa para fora do país,” explica Mebius. “Contudo, essas companhias aéreas e suas tripulações são mantidas prontas para operar.”

Essas restrições, e uma avaliação de uma estrela dada pela Skytrax, reduziu as paradas internacionais da companhia aérea para apenas dois lugares: Vladivostok, na Rússia, e China. Mas a péssima classificação da Air Koryo não tem muito a ver com seu registro de segurança, mas sim com a falta de comodidades padrões, como um programa de milhas e um website oficial.

 “As pessoas são levadas a esperar um serviço ruim e aviões velhos,” disse Mebius. “Na verdade, em um voo regular vindo de Pequim, a aeronave é um Tupolev ou um Antonov recém-construído, idêntico a um Airbus contemporâneo ou um Boeing.

Durante o voo de 90 minutos, os passageiros recebem uma refeição grátis e bebidas, incluindo cerveja norte-coreana, por uma tripulação de cabine muito educada. “Há alguns toques excêntricos, como mostrar shows de bandas norte-coreanas com um pano de fundo de manobras militares. A travessia do Rio Yalu no espaço aéreo da Coreia do Norte é anunciada pelo sistema de alto falante.”

Várias companhias oferecem tours de aviação na Coreia do Norte e continua sendo uma atração popular para visitantes internacionais. Enquanto a frota por si só é impressionante, Mebius estava mais cativado pelas pessoas que mantiveram-na operando.

“Foi a dedicação e o orgulho da tripulação que despertou o meu interesse pela série”, ele disse. “Foi extremamente empolgante.”

O avião de carga Ilyushin 76 na pista do aeroporto de Kalma.
Foto de Arthur Mebius
Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados