Lontras

Por Photo Ark

Nome comum: Lontras

Nome científico: Mustelidae

Classe: Mamíferos

Tamanho: Entre 60 e 180 centímetros de comprimento

Peso: Entre 4,5 e 34 quilos

A carismática lontra, membro da família das doninhas, é encontrada em todos os continentes, exceto na Austrália e Antártida. A maioria é de porte pequeno, com orelhas e focinhos curtos, corpos alongados, caudas compridas e pelo macio e denso.

Existem 13 espécies no total, desde a lontra-anã-oriental até a ariranha. Embora a maioria viva em rios de água doce, lagos e pântanos, a lontra-marinha e a lontra-felina são encontradas no Oceano Pacífico.

Habitat e juventude

Patas palmípedes e caudas vigorosas que atuam como lemes fazem das lontras potentes nadadoras. Suas narinas e orelhas se fecham para que a água não entre, e o pelo impermeável as mantém aquecidas. Elas precisam cuidar bem de seu pelo e subpelo para mantê-los limpos e à prova d’água, já que não possuem uma camada de gordura como outras criaturas marinhas. As lontras têm o pelo mais denso do que qualquer animal — até um milhão de pelos por centímetro quadrado em algumas regiões do corpo.

As lontras também têm fezes particularmente fedidas, atribuídas com um nome específico: marcas odoríferas. Acredita-se que a dieta das lontras à base de frutos do mar seja a responsável por esse odor especial, que alguns cientistas descrevem ironicamente como cheiro de violetas.

A maioria das espécies de lontras vai à terra firme para dar à luz em tocas, que às vezes são usadas por outros animais, como castores. As lontras-marinhas são a exceção, pois dão à luz na água. Os filhotes de lontra acompanham as mães até completarem um ano de idade, ou até que ela tenha outra ninhada. As lontras-norte-americanas não se reproduzem até completarem pelo menos cinco anos de idade.

Comportamentos surpreendentes

Todas as lontras são exímias caçadoras que comem peixes, crustáceos e outras criaturas. As lontras-marinhas têm um método muito habilidoso para abrir mariscos. Elas flutuam de barriga para cima, colocam uma pedra sobre o peito e esmagam o molusco até que ele se abra.

Na hora de tirar uma soneca, as lontras-marinhas se enrolam em algas para não saírem flutuando. Às vezes elas também entrelaçam os pés com outra lontra-marinha, para que fiquem juntas.

As lontras-norte-americanas são especialmente brincalhonas, dando cambalhotas em terra e mergulhando em rios e córregos. Elas aprendem a nadar com cerca de dois meses de idade, quando a mãe as empurra para a água.

Ameaças

As lontras e seus parentes mustelídeos já foram extensamente caçados em virtude de sua pele, muitos tendo chegado à quase extinção. Apesar das regulamentações destinadas a protegê-los, muitas espécies permanecem em risco devido à poluição e perda de habitat. A lontra-marinha está classificada como ameaçada de extinção na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), sob pressão da poluição, pesticidas e conflitos com pescadores que as matam por “roubarem” os peixes pescados para se alimentar. As espécies de lontras asiáticas também enfrentam ameaças provenientes do comércio ilegal de animais de estimação.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Animais
Conheça o dinossauro que tinha penas e parecia uma ave
Animais
Conheça a maior salamandra terrestre do planeta
Animais
Conheça a rara Perereca Pseudacris crucifer
Animais
Salamandra-pintada
Animais
Necturo

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados