Misterioso e peculiar, minissapo brasileiro descoberto no século 21 já está criticamente ameaçado

Descrito há quase uma década pelo biólogo e explorador da National Geographic Pedro Peloso, o sapinho-da- restinga, encontrado apenas no Espírito Santo, ainda é uma incógnita para os cientistas.

Saium-de-coleira

A redução de seu habitat natural, entre outras ameaças, fez com que a população do simpático primata fosse diminuída em 80% desde 1997.

Caracol Partula

Todas as espécies de caracol do gênero Partula correm risco de extinção e algumas já desapareceram da natureza. Pesquisadores tentam a reprodução em cativeiro e a reintrodução de indivíduos na natureza.

Arara-azul-de-lear

A ave foi muito capturada para criação doméstica e sofreu com a derrubada de árvores, mas tem sido alvo de bem sucedidos esforços de conservação.

Entre veículos e plantações, lobo-guará luta para sobreviver no que resta do Cerrado

Perda de habitat e atropelamentos são algumas das ameaças que o maior canídeo da América do Sul enfrenta.

Lobo-guará

Ameaçado, o animal símbolo do cerrado vem sofrendo com a alterações de seu habitat, bem como conflitos com humanos e atropelamentos.

Sapo-de-crista-de-porto-rico

Uma população descoberta em 1967 deu esperanças à espécie que pesquisadores acreditavam estar extinta. Desde então, esforços como fertilização em vitro tentam salvá-la da ameaça crítica de extinção.

Tigre testa positivo para coronavírus, primeiro caso conhecido no mundo

Felino é o primeiro caso conhecido de um animal não domesticado com sintomas da Covid-19. Ele está entre os sete tigres doentes do Zoológico de Nova York.

Tamanduá-bandeira

Maior das quatro espécies de tamanduá, o tamanduá-bandeira pode atingir 2,4 metros de comprimento, da ponta do focinho à ponta da cauda. 

“Se não agirmos rápido, o tamanduá-bandeira corre o risco de ser extinto”

Explorador da National Geographic, o biólogo Vinicius Alberici participa de uma série de ações voltadas para a conservação da espécie, como o projeto que visa mitigar os impactos dos atropelamentos nas populações de tamanduá-bandeira do Cerrado.

Pangolim-malaio

A espécie tem sido caçada até a extinção por causa de sua carne e escamas, utilizadas na medicina tradicional chinesa, apesar da falta de evidências de que tenham algum efeito.

Rinoceronte-de-sumatra

Antes encontrados em todo o sudeste asiático, especialmente em densas florestas montanhosas, hoje é um dos rinocerontes mais raros do mundo. 

Chimpanzé

Juntamente com os bonobos, eles são nossos parentes vivos mais próximos. Acredita-se que humanos e chimpanzés compartilham um ancestral comum que viveu há cerca de sete a 13 milhões de anos.

Mocó

Esse grande roedor habita áreas do Brasil onde a escassez de alimentos o torna um grande alvo da caça. População diminuiu 30% nos últimos 30 anos.

Pangolins podem ser vetores de coronavírus semelhante ao da atual pandemia

Cientistas e defensores dizem que esta nova pesquisa é mais uma razão para banir o comércio ilegal desses mamíferos com escamas.

Leão-africano

Apesar de serem admirados como símbolos de força e coragem no mundo inteiro, as populações de leões africanos diminuíram pela metade nos últimos 25 anos.

Ararajuba

O belo padrão de cores da ave a torna muito visada por traficantes de animais silvestres e colecionadores.

'Cat Tracker': estudo revela passeios secretos de 900 gatos domésticos

É importante entender o destino dos felinos quando saem de casa para garantir a segurança deles e de outros animais selvagens nativos.

Como esse caracol invasor pode salvar o café da destruição

Um rastro laranja de excrementos revela um improvável aliado contra uma das piores ameaças ao café.