Ratão-do-banhado

Por Photo Ark
Ratão-do-banhado fotografado no Henry Doorly Zoo and Aquarium de Omaha em Nebraska, nos Estados Unidos

Ratão-do-banhado fotografado no Henry Doorly Zoo and Aquarium de Omaha em Nebraska, nos Estados Unidos

Foto de Joël Sartore NATIONAL GEOGRAPHIC PHOTO ARK

Nome comum: Ratão-do-banhado

Nome científico: Myocastor coypus

Tipo: Mamífero

Dieta: Onívora

Coletivo: Colônia

Expectativa média de vida na natureza: Entre 8 e 10 anos

Expectativa média de vida em cativeiro: Até 10 anos

Tamanho: Cabeça e corpo: entre 43 e 63,5 centímetros; cauda: entre 25,4 e 40,7 centímetros

Peso: Entre 6,8 e 9,9 quilos

Os ratões-do-banhado são grandes roedores de patas palmeadas, mais ágeis na água do que em terra.

Adaptações aquáticas

Eles vivem em tocas ou ninhos, mas nunca longe da água. O ratão-do-banhado pode habitar margens de rios, lagos ou pântanos. São vigorosos nadadores e podem permanecer submersos por até cinco minutos.

Os ratões-do-banhado (também conhecidos como nútria) possuem um hábito alimentar diverso, mas preferem plantas e raízes aquáticas. Também se alimentam de pequenas criaturas, como caracóis ou mexilhões.

Reprodução

Os ratões-do-banhado podem ser animais bastante sociais e por vezes vivem em grandes colônias, reproduzindo-se prolificamente. As fêmeas têm duas ou três ninhadas por ano, cada uma composta por cinco a sete filhotes. Esses animais amadurecem rapidamente e permanecem com suas mães por apenas um ou dois meses. Em algumas áreas, crescentes populações de ratão-do-banhado tornaram-se problemáticas à medida que os animais desenvolviam um gosto especial pelas produções das fazendas.

A pelagem dos ratões-do-banhado

A pelagem externa de cor amarela ou marrom do ratão-do-banhado parece feia e desgrenhada, mas está por cima de outra camada de pelagem exuberante, também conhecida como nutria, que é bastante utilizado para a produção de roupas. Os ratões-do-banhado são mantidos em cativeiro para obtenção de sua pele.

A população dos ratões-do-banhado

Os ratões-do-banhado viviam apenas no sul da América do Sul, mas foram domesticados para extração de pele e transportados para regiões em todo o mundo. Em muitos locais, como no Canadá e em mais de 12 estados dos Estados Unidos, ratões-do-banhado fugitivos das fazendas de peles  rapidamente estabelecem grandes populações selvagens em novos habitats.

 

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Animais
Cinco curiosidades que você não sabia sobre o esquilo
Animais
Antas
Animais
Tatus
Animais
Capivaras urbanas: como o maior roedor do mundo se adaptou às cidades
Animais
Orca

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados