Espaço

Como ver a superlua mais brilhante de 2017

Nossa companheira cósmica está prestes a mostrar seu maior show do ano – veja como assistir.Friday, December 1, 2017

Por Andrew Fazekas

Na noite de 3 de dezembro, observadores do céu em todo o mundo terão a chance de se divertir sob a primeira e última superlua cheia do ano.

Superlua é o termo popular para uma lua cheia ou nova que aparece quando nosso satélite natural está especialmente próximo da Terra. A órbita da Lua em torno da Terra não é um círculo perfeito, mas levemente alongada. Isso significa que a Lua muda de distância em relação à Terra em alguns milhares de quilômetros ao longo do tempo, atingindo um ponto mais próximo (perigeu) e um ponto mais distante (apogeu) em algum momento.

Tecnicamente, esta será a quarta superlua do ano, mas é a única que conseguiremos ver a olho nu. Isso porque as outras três superluas de 2017 coincidiram com luas novas, quando o disco lunar mostra uma face totalmente escurecida.

A lua cheia de dezembro ocorre oficialmente às 13h47, no horário de verão de Brasília, do dia 3. Menos de um dia depois, o orbe lunar fará sua aproximação mais próxima da Terra no mês, chegando a 357.987 km do nosso planeta às 7h00 do dia 4. Isso significa que a Lua na noite de 3 de dezembro aparecerá cerca de 7% maior e 16% mais brilhante do que de costume.

No entanto, não fique surpreso se tiver dificuldade para notar a diferença. A Lua está tão longe que essas mudanças sutis podem ser difíceis de observar a olho nu.

O melhor momento para apreciar a vista será quando a lua cheia aparecer apenas alguns minutos após o pôr-do-sol local, quando um efeito óptico chamado ilusão lunar fará com que a superlua pareça muito maior e mais brilhante do que quando estiver alta no céu.

Durante a noite, a lua estará dentro da constelação brilhante de Touro. Ao cobrir o disco lunar com o seu polegar, você pode procurar a estrela alaranjada de Aldebarã, uma gigante a 65 anos-luz de distância que marca o olho desse bovino mítico.

Observadores mais sortudos no norte do Alasca, no Canadá, na Rússia e em partes da China irão ver a lua escorregar rapidamente na frente dessa estrela.

Embora não seja necessário qualquer instrumento especial para desfrutar do show, observadores que usam câmeras com lentes fotográficas, binóculos ou telescópios podem aproveitar a oportunidade para ter visões mais nítidas da superfície lunar.

Se o seu céu noturno estiver nublado, você ainda pode ver a superlua online em um webcast gratuito do Projeto Virtual Telescope a partir das 19h00, em 3 de dezembro. Astrônomos fornecerão imagens em tempo real do nosso belo satélite à medida que ele se eleva acima dos lendários monumentos de Roma, na Itália.

E não se preocupe se perder a superlua deste mês – você terá outras duas chances no início de 2018. A lua cheia de 2 de janeiro e a de 31 de janeiro também serão superluas.

Um céu limpo a todos!

ver galeria
Continuar a Ler