Vídeos

Passarinho é visto alimentando peixes em lago

O comportamento é raro e ainda confunde os cientistas Quinta-feira, 26 Outubro

Peixes se espremem para pedir comida em um lago de jardim. O passarinho, atento aos pedidos, gentilmente os alimenta. Esse é o último exemplo de animais de espécies completamente diferentes cuidando uns dos outros.

Postado originalmente no YouTube em 2010, o vídeo mostra o cardeal vermelho saltando ao longo de um lago de carpas e jogando o que parecem ser sementes nas bocas desejosas.

Segundo a descrição do vídeo, a ave voltaria ao lago até seis vezes em um só dia para alimentar os peixes.

Mas por que raios um pássaro daria comida a uma espécie diferente? A bióloga da Universidade de Princeton Christina Riehl tem algumas ideias.

“Minha melhor hipótese é que a aparência das bocas abertas das carpas na superfície da água se assemelha em tamanho e formato à boca de filhotes de passarinho. Isso deve ser o suficiente para ativar o instinto do pássaro adulto e leva-lo a fornecer comida aos bichos.” diz Christina. 

Passarinhos no ninho costumam ter bocas bem coloridas, muitas vezes vermelhas ou amarelas. Elas são chamativas para ajudar os pais – uma deixa visual que quer dizer: “me alimenta aqui!”

“É uma demonstração fascinante de como simples estímulos podem desencadear comportamentos inatos, até em situações obviamente erradas para quem observa”, diz ela.

Gratos pela comida

Apesar de um pássaro confuso servir para um ótimo vídeo, “um cardeal alimentando peixes-dourados está, certamente, desperdiçando seu tempo, biologicamente falando”, acrescenta Christina. “Especialmente se ele estiver alimentado os peixes em vez dos próprios filhotes.”

Mas do ponto de vista dos peixes, o almoço grátis é ótimo, diz Kevin Roche, biólogo da Academia de Ciências Tcheca.

Kevin aponta que as carpas são inteligentes e se lembram de áreas onde a comida é abundante ou fornecida com regularidade.

Apesar de parecerem meio drogados com as bocas acima da superfície, o comportamento tem uma explicação: os peixes tentam sugar insetos e outras presas e pegar mais oxigênio.

Esse não é o único registro do tipo. Robert Mulvihill, ornitólogo no Aviário Nacional de Pittsburgh, Pensilvânia, diz que os livros da LIFE Nature Library dos anos 1960 já continham uma foto em preto e branco de um cardeal alimentando um peixe.

Como no vídeo de 2010, “a explicação, se me lembro bem, girava em torno do instinto paternal de alimentação, talvez em relação a uma ave que perdera as crias recentemente”, diz Robert.

Continuar a Ler