Dia Mundial do Leão: 5 fatos sobre o rei da selva

O rei da selva evita as matas fechadas, mas domina as savanas da África – apesar de estar ameaçado de extinção. 

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 10 de ago. de 2022 10:39 BRT
Um leão observa a savana na Reserva Nacional Maasai Mara, no Quênia.

Um leão observa a savana na Reserva Nacional Maasai Mara, no Quênia.

Foto de Charlie Hamilton James

Um dos animais mais conhecidos da fauna africana, o leão tem uma data própria dedicada a ele. O Dia Mundial do Leão é comemorado todo dia 10 de agosto, e serve de alerta para se conhecer mais esse animal. 

Com o nome científico de Panthera Leo, o leão pertence à família dos felídeos e é um mamífero caracterizado por sua dieta carnívora, como informa a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), entidade que reúne organizações não-governamentais e sociedade civil organizada na defesa dos habitats naturais no mundo todo. 

“A ocasião da data é ideal para se aprender mais sobre o animal, destacar a importância de sua conservação e conscientizar”, diz Jorge Alesanco, etólogo espanhol, naturalista e especialista no comportamento de grandes felinos. Alesanco também está entre os primeiros pesquisadores a serem aceitos por leões selvagens para conviver com os animais em uma alcatéia, em Masai Mara, no Quênia.

Quais são as principais ameaças aos leões?

De acordo com dados da Lista Vermelha da IUCN, o leão é considerado vulnerável à extinção e suas populações estão diminuindo – acredita-se que os números tenham caída 43% entre 1993 e 2014. A ONG Panthera, dedicada a proteger os grandes felinos, estima uma população de 20 mil leões no mundo.

De acordo com a IUCN, as causas mais importantes do declínio são a matança indiscriminada em defesa da vida humana e do gado; a perda de habitat e de esgotamento da base de presas; a caça furtiva e o comércio de carne de animais selvagens; além do comércio de ossos e outras partes do corpo do leão, tidos como medicinais em certos países da África. 

“O leão é um animal com inteligência e organização super sofisticadas, e com uma gentileza em seus gestos de grupo intrínsecos que é muito menos feroz do que podemos imaginar. ”

por JORGE ALESANCO
Etólogo, naturalista e especialista no comportamento de grandes felinos.

Jorge Alesanco explica que a matança em defesa da vida humana e do gado ocorre em áreas onde pessoas e leões convivem. Quando há chuvas fortes, por exemplo, os herbívoros selvagens – as principais presas dos leões – fogem das áreas inundadas e, por isso, os felinos podem acabar matando o gado e outros animais de criação, tornando-se alvos de retaliações das pessoas. 

De acordo com a IUCN, "eles são fortemente perseguidos em áreas de pecuária na África e seu comportamento necrófago os torna particularmente vulneráveis às carcaças envenenadas deixadas para trás para eliminá-los". 

Entretanto, acrescenta a IUCN, “há pouca informação real sobre o número de leões assassinados por serem animais problemáticos para a população local – ainda que esta seja considerada a principal ameaça à sobrevivência desses felinos fora das áreas protegidas".

Curiosidades sobre os leões

Os leões possuem muitas características particulares importantes e não deveriam ser notados apenas por suas jubas ou por seu rugido impressionante. Descubra algumas de suas particularidades consideradas excepcionais. 

1. Como os leões se alimentam

Segundo a Lista Vermelha da IUCN, os leões se alimentam de uma grande variedade de presas. "Os ungulados médios a grandes (mamíferos com casco, como antílopes, zebras e gnus) constituem a maioria de suas presas, mas os leões caçam quase qualquer animal, desde roedores a rinocerontes. Eles também se alimentam de carniça, afastando outros predadores (como a hiena) de animais já abatidos", explica a IUCN em seu site.

Jovem leão observa um rebanho de gnus no Parque Nacional Serengeti, Tanzânia.

2. Quanto medem os leões 

Alesanco adverte que os leões machos podem pesar até 250 quilos, embora os leões selvagens geralmente pesam 180 quilos. As leoas são menores – têm de 120 e 160 quilos de peso.

Os machos podem ultrapassar 3 metros da ponta do focinho até o rabo, enquanto as leoas chegam a 2,60 metros, explica Alesanco. Há um fator importante de dimorfismo (diferença sexual anatômica) entre os leões machos e fêmeas, já que os primeiros são maiores, têm cabeças maiores e costumam ter jubas fartas.

[Você também pode estar interessado em: O leão ainda é rei? Número desses felinos reduziu pela metade em 25 anos]

3. Onde vive o leão

De acordo com a Lista Vermelha, o leão é encontrado na maioria dos países da África Subsaariana. Alesanco acrescenta que eles habitam todas as áreas abertas da região, especialmente nas planícies de vegetação esparsa – e evita as selvas. 

Fora dessa área, eles foram encontrados, anteriormente, do norte da África ao sudoeste da Ásia, Europa ocidental e leste da Índia. Hoje, o único remanescente desta população do norte é uma única subpopulação isolada no Parque Nacional e Santuário de Vida Silvestre Gir Forest, na Índia.

4. As leoas estão encarregadas da alimentação 

Segundo Alesanco, os leões macho são os responsáveis por proteger o território e cuidar do grupo – a caça é deixada para as fêmeas. "A caça é secundária para o leão, e às vezes acontece mais por esporte do que para a necessidade", explica. "Exceto quando os machos deixam o grupo e passam dois, três ou quatro anos caçando juntos até conseguirem conquistar um reino."

"Devemos acabar com o mito de que o leão é preguiçoso e dizer que talvez seja o animal com a vida mais dura de todos os animais", diz Alesanco. "Ou, pelo menos, de todos os caçadores carnívoros, porque ele tem que estar em patrulha todos os dias e noites para garantir que a ameaça dos machos nômades que vêm para conquistar seu território não chegue até ele."

As mães e os filhotes de leão descansam em um campo na Reserva Nacional Maasai Mara, no Quênia.

5. Como vivem os leões?

De acordo com a IUCN, os leões são os felinos mais sociais. O tamanho médio de uma alcatéia (incluindo machos e fêmeas) é de quatro a seis adultos, embora eles geralmente se dividam em grupos menores quando caçam.

Nesse sentido, Alesanco argumenta que os leões são caçadores sociais e que sua grandeza está na organização que têm como grupo, pois agem com astúcia, visão e coordenação. 

"O leão é um animal com inteligência e organização super sofisticadas, e com uma gentileza em seus gestos de grupo intrínsecos que é muito menos feroz do que podemos imaginar", explica Alesanco. "Há muito amor no orgulho do leão, clareza em suas comunicações e todos os membros sabem quem são e se coordenam a fim de continuar a sobreviver e manter seu território. Não há outro felino que tenha uma estrutura social como o leão."

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Animais
Um encontro espetacular com um leão de juba negra da Etiópia
Vídeos
Predadores: Sucessão ao Trono, no National Geographic
Animais
Conheça a corrida para salvar os leões da África Ocidental em perigo de extinção
Animais
Ursos de Utah saem da hibernação cedo. Isso pode ser um problema
Vídeos
Especial Garras Afiadas, no National Geographic

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados