National Geographic anuncia os jovens exploradores de 2021

Oito latino-americanos, sendo duas brasileiras, compõe a lista da nova turma de Young Explorers. 

Por Redação National Geographic
Publicado 16 de dez. de 2021 15:33 BRT
Jovens exploradores latino-americanos da National Geographic Society em 2021.

Jovens exploradores latino-americanos da National Geographic Society em 2021.

Foto de Vários

Intrépidos, comprometidos, inovadores, motivados por impactar. Essas palavras descrevem um grupo de jovens que se recusam a aceitar o status quo. Jovens que derrubam obstáculos e usam suas vozes para a mudança, levando ideias transformadoras a suas comunidades. National Geographic anunciou a seleção de 25 desses audaciosos promovedores de mudanças de entre 16 e 25 anos, para que se unam a uma turma de jovens Exploradores – os Young Explorers 2021.

Esses jovens líderes encabeçam movimentos com seus pares para proteger e conscientizar sobre as maravilhas do nosso mundo. Eles criam mapas para proteger o patrimônio histórico brasileiro e dar visibilidade a comunidades tradicionais em partes isoladas da Amazônia, fazem guias de espécies para conservar aves ameaçadas, salvaguardam ecossistemas marinhos na Argentina, mergulham com tubarões para estudar seus hábitos na costa mexicana, entre muitas outras iniciativas. Eles também amplificam as vozes de outros líderes: organizando oficinas para jovens nas comunidades mineiras da Bolívia, desenvolvendo aplicativos para ajudar as pessoas a diminuírem sua pegada de carbono, empoderando a juventude indígena das Filipinas para usar a reportagem como meio de proteger suas terras. Mas apesar dessa ampla gama de interesses, eles estão unidos por um objetivo em comum: construir um planeta sustentável e próspero para as futuras gerações.

Este grupo diverso é o coração de #GenGeo, que trabalho com outros jovens vanguardistas para tomar partido sobre os problemas mais graves de nossa época por meio de soluções duradouras para ajudar comunidades locais e mudar o mundo.

Abaixo, uma pequena biografia dos jovens exploradores latino-americanos 2021.

Young Explorers 2021
À esquerda: No alto:

Ana Lucía Arévalo Figueroa, 24 anos, Guatemala

À direita: Acima:

Ana Luísa Teixeira, 22 anos, Brasil

Ana Lucía Arévalo Figueroa, 24, é bióloga de vida selvagem e dedica sua vida à conservação de morcegos. Pesquisa abordagens ecológicas com morcegos e outras espécies de mamíferos, em colaboração com organizações como a Panthera Cats e o projeto Bat1K.

Ana Luísa Teixeira, 22, é estudante na Universidade Federal de São João del-Rei, no Brasil, e líder do capítulo Unificar Ações e Informações Geoespaciais do programa universitário YouthMappers. Conduz projetos de atualização de mapas municipais e mapeamento de comunidades que não possuem cartografia.

À esquerda: No alto:

Eyal Weintraub, 21 anos, Argentina

À direita: Acima:

Juan Manuel Ordoqui, 23 anos, Uruguai

Eyal Weintraub, 21, é ativista do clima e estudante de Relações Internacionais. É cofundador da Youth for Climate Argentina, organização voltada a assuntos climáticos que mobilizou mais de 100 mil pessoas e tem cumprido um papel essencial na aprovação de leis ambientais no país.

Juan Manuel Ordoqui, 23, é estudante de Ciências Biológicas na Universidade da República, no Uruguai. Trabalha ativamente em diversas organizações com foco em conservação animal, ecologia e biodiversidade, incluindo a Karumbé, a Socobioma e a INTI Aventura.

À esquerda: No alto:

River Claure, 23 anos, Bolívia

Foto de
À direita: Acima:

Lorena Patrício Silva, 19 anos, Brasil

Foto de Adriane Kassis

River Claure, 23, é artista, estudou artes cênicas, design gráfico e fotografia contemporânea. Seu trabalho aborda justaposições culturais e investigação de identidades marcadas por território.

Lorena Patrício Silva, 19, é observadora de pássaros e conservacionista e estuda Meio Ambiente e Sustentabilidade na Universidade Cornell. Criou o primeiro acampamento brasileiro para jovens observadores de pássaros, em parceria com o Laboratório de Ornitologia da Universidade Cornell, para reunir os entusiastas da área.

À esquerda: No alto:

Andrea Villarreal Rodríguez, 21 anos, México

Foto de Andrea Villarreal
À direita: Acima:

Nicolás Marin Benitez, 21 anos, Argentina

Foto de

Andrea Villarreal Rodríguez, 21, é ativista de justiça climática e líder regional da Girl Up na América Latina e no Caribe, um movimento que capacita, inspira e conecta mulheres para serem líderes na defesa da igualdade de gênero.

Nicolás Marín Benítez, 21, é natural da Argentina, fotógrafo aquático, cineasta, mergulhador, explorador e ativista em defesa de ecossistemas marinhos. Está trabalhando em um documentário sobre a vida dos cetáceos e a importância dos invertebrados para os ecossistemas marinhos do sul da Argentina.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Ciência
Juan Manuel Ordoqui
Ciência
Andrea Villarreal Rodríguez
Ciência
Ana Lucía Arévalo Figueroa
Ciência
River Claure
Ciência
Lorena Patrício Silva

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados