Três tumbas de 2 mil anos são descobertas no Egito

Os artefatos são de diferentes décadas da história do Egito – o que pode significar que as tumbas eram parte de um grande cemitério.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017,
Por Michael Greshko
01-egito-antigo-novas-tumbas-encontradas
Este sarcófago foi encontrado em uma tumba do período Ptolomaico em uma região conhecida como El-Kamin El-Sahrawi, na província de Minya, ao sul de Cairo, no vale do Rio Nilo.
Foto de Ministério das Antiguidades do Egito, AP

Escavações anteriores já tinham revelado 20 tumbas construídas em forma de catacumbas, uma prática arquitetônica muito comum durante a 27ª Dinastia. oAs três tumbas recém-descobertas, no entanto, parecem ser diferentes. 

Duas delas consistem em câmaras funerárias anexas a uma sepultura de poço, com 15 túmulos em cada uma – inclusive um buraco pequeno escavado para o corpo de uma criança. Ali El-Bakry, líder da missão de escavação, contou ao Ahram Online que a tumba é a primeira evidência de um funeral infantil em El-Kamin El-Sahrawi.

Além disso, ossos recuperados nas tumbas sugerem que as pessoas enterradas eram homens, mulheres e crianças de diferentes idades – o que indica que o local era parte de um grande cemitério na cidade e não uma guarnição militar.

Próximas descobertas em El-Kamin El-Sahrawi são praticamente certas – as escavações na terceira tumbas ainda não foi terminada. 

Este sarcófago foi encontrado em uma tumba Ptolomaica em uma região conhecida como El-Kamin El-Sahrawi, na província de Minyia, ao sul de Cairo no vale do Rio Nilo.

O Ministério das Antiguidades do Egito afirma que arqueólogos encontraram três tumbas do período ptolomaico, há mais de 2 mil anos.

O Ministério das Antiguidades do Egito afirma que arqueólogos encontraram três tumbas do período ptolomaico, há mais de 2 mil anos.
Foto de Ministério das Antiguidades do Egito, AP

Escavações anteriores já tinham revelado 20 tumbas construídas em forma de catacumba, uma prática arquitetônica muito comum durante a 27ª Dinastia. As três tumbas recém-descobertas, no entanto, parecem ser diferentes. 

Duas delas consistem em câmaras funerárias anexas a uma sepultura de poço, com 15 túmulos em cada uma – incluindo um buraco pequeno escavado para o corpo de uma criança. Ali El-Bakry, líder da missão de escavação, contou ao Ahram Online que a tumba é a primeira evidência de um funeral infantil em El-Kamin El-Sahrawi.

Além disso, ossos recuperados nas tumbas sugerem que as pessoas enterradas eram homens, mulheres e crianças de diferentes idades – o que indica que o local era parte de um grande cemitério na cidade, não uma guarnição militar.

Novas descobertas em El-Kamin El-Sahrawi são praticamente certas – as escavações na terceira tumba ainda não terminaram.

Continuar a Ler