Artefatos maias encontrados na maior caverna subaquática do mundo

Restos de preguiças gigantes e elefantes pré-históricos foram encontrados juntos com ossos humanos queimados e cerâmicas no sistema de cavernas mexicano Sac Actun.

Published 21 de fev de 2018 12:07 BRT, Updated 5 de nov de 2020 04:22 BRST
artefatos-maias-descobertos-maior-caverna-do-mundo

Mês passado, pesquisadores do projeto Grande Aquífero Maia (anunciaram a descoberta do maior sistema de cavernas do mundo em Iucatã, após perceberam que dois grandes sistemas de cavernas na península do México estavam conectados. Agora, eles revelam as descobertas para o público.

“Essa imensa caverna representa o sítio arqueológico submerso mais importante do mundo,” disse o arqueólogo subaquático e explorador da National Geographic Guillermo de Anda à National Geographic em janeiro, quando o sistema recém-descoberto foi anunciado. “Há mais de cem contextos arqueológicos, incluindo evidências dos primeiros habitantes da América, assim como a fauna extinta e, claro, a cultura maia.”

Restos antigos

Pesquisadores dizem que o nível da água no sistema de cavernas Sac Actun, de 346 km de comprimento, provavelmente aumentou com o tempo, fornecendo uma fonte de água durante épocas de secas severas. Por exemplo, os níveis da água aumentaram mais de 91 metros no final da Era do Gelo, inundando o sistema de cavernas e preservando os restos da extinta megafauna. É provável que humanos não moravam em cavernas, mas possivelmente as visitavam à procura de água.

No sistema, arqueólogos subaquáticos encontraram restos de preguiças gigantes de 15 mil anos de idade, elefantes pré-históricos chamados gomphotheres e ursos, assim como um elaborado santuário para o deus maia da guerra e do comércio.

Mais de 120 artefatos, como ossos humanos queimados, cerâmicas e paredes gravadas, foram encontrados em cavernas, alguns com mais de 12 mil anos. De Anda diz que um crânio humano coberto por pedaços de pedra calcária tem 9 mil anos de idade.

Arqueólogos vem explorando esses sistemas de cavernas há décadas e essas últimas descobertas são condizentes com os artefatos humanos e a megafauna encontrados anteriormente no submundo aquático de Iucatã. O enorme comprimento do grande sistema de Sac Actun faz dessas novas descobertas algo particularmente extraordinário.

“É pouco provável que tenha outro lugar no mundo com essas características,” declarou de Anda. “Há uma quantidade impressionante de artefatos arqueológicos lá dentro e o nível de preservação também é impressionante.”

Mesmo assim, os especialistas alertam que o sistema de cavernas de Sac Actun está ameaçado pela poluição.

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados