Quais tipos de energias renováveis existem?

São 5 os principais tipos renováveis de geração de energia. Saiba mais sobre cada um deles.

Uma fazenda solar foi instalada no local da Aerojet Rocketdyne em RanchoCordova, Califórnia, que está sendo remediada como parte do EPA Superfund. Rancho Córdova, Califórnia.

Foto de Fritz Hoffmann
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 7 de dez. de 2022 10:19 BRT, Atualizado 7 de dez. de 2022 13:11 BRT

As energias renováveis, que, segundo definição da Organização das Nações Unidas (ONU) é a energia derivada de fontes naturais que são reabastecidas a uma taxa maior do que são consumidas, são essenciais para barrar as mudanças climáticas.    

A Agência Internacional de Energia Renovável (Irena, na sigla em inglês), no relatório Transições Energéticas Mundiais: Perspectivas 2022, alerta que é preciso uma ampla mudança no uso atual de energia do mundo para aumentar as chances de conter o aquecimento global em até 2ºC, de acordo com as metas do Acordo de Paris.

Entre os tipos de energias renováveis recomendados para essa transição energética estão a energia solar, eólica, hídrica, biomassa e outras. Conheça um pouco mais sobre elas:

Energia solar

A energia solar pode ser gerada pelo meio fotovoltaico ou heliotérmico. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a solar fotovoltaica é a conversão direta da radiação do Sol em eletricidade por meio do efeito fotovoltaico, um método descoberto em 1839 pelo físico francês Alexandre Edmond Becquerel. Para gerar energia com a luz solar por esse meio, é necessário a instalação de módulos – ou painéis – fotovoltaicos. 

Já o heliotérmico usa a energia proveniente do Sol para gerar calor. Esse meio normalmente é usado para aquecimento de água em residências e outros estabelecimentos.

Energia eólica

A energia eólica é a produzida a partir da energia cinética do vento (massas de ar em movimento). O movimento do vento move moinhos e cataventos, ou as pás de turbinas eólicas (aerogeradores) que, por sua vez, geram a energia elétrica. A produção de energia eólica é dividida em dois métodos: onshore, quando os equipamentos e usinas são instalados em terra, e offshore, quando são instalados no mar

Segundo o Conselho Global de Energia Eólica (GWEC, na sigla em inglês), a América Latina tem capacidade instalada de produzir 26 gigawatts (GW) a partir do vento. Os maiores produtores desta energia são o Brasil (57%) e o México (19%). 

O Que Você Faz Importa | Redução do uso de energia
Convidamos você a adotar novos hábitos sustentáveis ​​para gerar um impacto positivo no planeta. Vamos consumir energia com responsabilidade.#OQueVocêFazImporta

Biomassa

A biomassa, segundo o Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Estadual Paulista (Unesp), é a geração de energia a partir de processos como a combustão de material orgânico produzido e acumulado em um ecossistema. 

(Veja também:  Como funciona uma agrofloresta na Amazônia)

Esse material, normalmente, é composto por resíduos de origem animal ou vegetal, cujas fontes podem ser vegetais lenhosos, cultivo agrícola e resíduos urbanos e industriais. Dentre os produtos derivados da biomassa estão os biocombustíveis, os óleos vegetais e o biogás.

A queima de biomassa libera dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, mas como este composto havia sido previamente absorvido pelas plantas que deram origem ao combustível, o balanço de emissões de CO2 é nulo.

Hídrica

A energia hídrica é gerada a partir da força do movimento de um rio. O Departamento de Engenharia Elétrica da Unesp explica que esse tipo de energia é gerada em uma usina hidrelétrica ou central hidroelétrica.

Apesar de ser considerada renovável, a energia hídrica não é exatamente limpa. Segundo a universidade, as centrais hidrelétricas geram alguns tipos de impactos ambientais, como o alagamento das áreas vizinhas, aumento no nível dos rios e mudanças no curso do rio represado, podendo prejudicar a fauna e a flora da região. 

Geotérmica

A energia geotérmica ou energia geotermal é a obtida a partir do calor proveniente da Terra, mais precisamente do seu interior, onde se encontra o magma, que consiste basicamente em rochas derretidas, segundo explica o site da Unesp. 

Para acessar esse calor e gerar energia, um dos métodos é aproveitar gêiseres naturais, gerando energia a partir da água quente, ou perfurar poços profundos, com mais de 300 metros de profundidade, e injetar água que irá ser aquecida pela rocha quente do interior da Terra.  

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Meio Ambiente
O que são energias renováveis?
Meio Ambiente
A energia solar é um caminho para reduzir o aquecimento global?
Meio Ambiente
As cidades mais sustentáveis do mundo em 2022
Meio Ambiente
O que é preciso para que uma cidade seja sustentável
Meio Ambiente
Existe combustível sustentável para avião?

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados