Animais

Pequena, mas poderosa: aranha cheia de marra detona cobra-marrom

Apesar do feito ser impressionante, especialistas acreditam que a verdadeira causa da vitória do aracnídeo tenha sido a mais pura sorte.quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Em um vídeo filmado em uma oficina na Austrália, é possível assistir a uma cobra-marrom ser vencida por uma pequena (mas venenosa) aranha da espécie Latrodectus hasseltiii. Apesar de o feito ser impressionante, especialistas acreditam que a verdadeira causa da vitória do aracnídeo tenha sido sorte — mais especificamente, por conta da pouca idade de sua inimiga.

Apesar de o veneno e da teia da aranha serem particularmente fortes, cobras-marrons são bem mais fatais em situações normais. Enquanto a proteína imobilizante injetada pela aranha causa dores e contorções nos humanos por 48 horas se nenhum tratamento for aplicado, a toxina da serpente em questão pode matar uma pessoa em 15 minutos.

No início do vídeo é possível ver que as teias são responsáveis por dominar primeiramente a cobra. A seda liberada pela L. hasseltiii é coberta em uma espécie de cola, dando-lhe uma aderência muito mais forte do que a de outras aranhas. A serpente, inapta em combate e menor do que o normal, acaba ficando presa na teia tempo o suficiente para sua oponente injetar seu veneno e imobilizá-la quase por completo. A partir daí, a derrota da cobra é quase inevitável, já que a aranha pode amarrá-la por completo em sua teia para consumi-la depois.

Os especialistas não acreditam que a L. hasseltiii tenha comido sua inesperada presa por inteiro naquele momento, mas que tenha se alimentado muito bem por de dois a três dias. Devido a seu metabolismo lento, isso lhe forneceria energia o suficiente para sobreviver por até um mês sem comida.

Continuar a Ler