Icônico radiotelescópio de Porto Rico desaba

A plataforma suspensa do observatório Arecibo caiu centenas de metros sobre sua gigantesca antena parabólica.

Publicado 1 de dez. de 2020 12:33 BRT, Atualizado 1 de dez. de 2020 16:38 BRT
Fotografia aérea mostra os danos ao Observatório de Arecibo depois que a plataforma do equipamento de 900 toneladas ...

Fotografia aérea mostra os danos ao Observatório de Arecibo depois que a plataforma do equipamento de 900 toneladas se soltou, bateu em uma rocha próxima e atingiu a antena.

Foto de Ricardo Arduengo, GETTY IMAGES

A plataforma de equipamentos do Observatório Arecibo desabou logo depois das 8h, horário local, em 1º de dezembro, caindo de uma altura de 140 metros sobre a enorme antena parabólica do telescópio – um final catastrófico que cientistas e engenheiros temiam ser iminente depois que vários dos cabos que sustentavam a plataforma se romperam nos últimos meses. Ninguém se feriu quando a plataforma de 900 toneladas perdeu a batalha com a gravidade, de acordo com funcionários do observatório em Porto Rico.

O telescópio em si foi destruído, mas o tamanho dos danos nas estruturas próximas ainda não foi determinado. Fotos aéreas indicam que a plataforma provavelmente fez um movimento de pêndulo antes de bater na face de uma rocha vizinha. Partes dela, incluindo o grande domo que abrigava um complexo sistema de refletores, se espatifaram próximo ao centro do disco. Fotos tiradas desde o solo mostram que o topo das três torres que sustentavam a plataforma também se quebraram. Pessoas que estavam perto do local disseram que a queda da plataforma produziu um barulho como o de uma avalanche, um trem ou terremoto.

“Podemos confirmar que a plataforma caiu e que temos relatos de nenhum ferimento. Vamos divulgar novos detalhes assim que forem confirmados”, disse Robert Margutta, da Fundação Nacional de Ciência (NSF), organização responsável pela construção.

O icônico telescópio está em estado precário desde agosto, quando um cabo auxiliar que sustentava a plataforma de equipamentos se rompeu e caiu sobre a antena parabólica, deixando um rasgão de 30 m nos painéis refletivos. A situação piorou no começo de novembro, quando um dos cabos principais também arrebentou, deixando o telescópio à beira do colapso. Inspeções revelaram que outros cabos mostravam sinais de desgaste. Ao longo das últimas semanas, engenheiros também identificaram mais cabos rompidos e outros sinais de perigo iminente.

Em 19 de novembro, a NSF anunciou que havia decidido desativar o telescópio e buscava maneiras de fazer a demolição controlada da perigosa estrutura. A decisão veio depois que engenheiros analisaram a construção e previram que a plataforma desabaria em um futuro próximo caso não fosse reparada.

Com o risco do colapso iminente, autoridades determinaram que era arriscado demais enviar trabalhadores à plataforma ou às torres para fazer o conserto.

“Se estamos preocupados que ela caia, ninguém deve subir lá ou ficar lá quando acontecer”, disse o ex-diretor do observatório Michael Nolan, agora na Universidade do Arizona, à National Geographic na época.

“Como alguém que, quando criança, foi inspirado pelo observatório a buscar as estrelas, isso é devastador, de cortar o coração. Eu já vi como o observatório ainda continua a inspirar minha ilha”, disse o cientista planetário Edgard Rivera-Valentin, do Instituto Lunar e Planetário à época. “Rivera-Valentin tuítou hoje que está “com o coração partido, triste, em luto e chorando”, depois da notícia do desabamento.

A decisão da NSF de desativar o telescópio não impediu cientistas e porto-riquenhos, para quem o telescópio tem valores culturais e científicos, de protestar em defesa do observatório. Por décadas, a estrutura foi motivo de orgulho e inspiração para a ilha, além de ter servido como suporte crucial para comunidades locais durante desastres naturais. Agora, o telescópio quebrado deixa uma enorme e perigosa bagunça para ser limpa – e, talvez, um local para ser reconstruído.

Anne Virkki, que lidera a equipe de radar planetário do observatório, escreveu em e-mail: “Precisaremos começar a fazer campanha pela reconstrução a partir de hoje”.

Nota do editor: a reportagem foi atualizada com novas informações sobre o desabamento do telescópio.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Ciência
Icônico radiotelescópio de Porto Rico sob risco de desabamento
Ciência
Caçadores de ETs buscam solucionar Equação de Drake há 60 anos
Ciência
Quantas civilizações extraterrestes podem existir? Novo levantamento galáctico traz uma pista
Ciência
Ele pode ter encontrado a resposta sobre a origem da vida. Por que poucos o conhecem?
Ciência
O plano dos cientistas para proteger a Terra de micróbios extraterrestres

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados