Qual é a origem da tabela periódica?

O criador da tabela periódica moderna foi homenageado com o elemento químico de número atômico 101.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 4 de jul. de 2023, 16:24 BRT
Os químicos estabelecem um modelo de uma molécula de óleo.

Os químicos estabelecem um modelo de uma molécula de óleo.

Foto de B. Anthony Stewart

tabela periódica dos elementos químicos é uma ferramenta para organizar todos os elementos conhecidos e é útil para a química, bem como para outras disciplinas, como biologia e física, de acordo com o Foro Química y Sociedad, uma plataforma espanhola que reúne organizações ligadas ao campo da química. Ela foi criada há mais de 150 anos.

Qual é a origem da tabela periódica?

De acordo com o Foro Química y Sociedad, 63 elementos químicos já eram conhecidos pela ciência em meados do século 19. Apesar desses grandes avanços, os cientistas não chegavam a um acordo sobre a terminologia desses elementos ou sobre como ordená-los. 

A primeira tentativa de classificar os elementos ocorreu em 1789, quando o químico francês Antoine Lavoisier os agrupou de acordo com suas propriedades em gases, não-metais, metais e terras, de acordo com a Royal Society of Chemistry (RSC), uma sociedade científica do Reino Unido. 

(Conteúdo relacionado: O que é teoria quântica?)

Posteriormente, houve outras tentativas de agrupar elementos. Por exemplo, em 1829, o químico alemão Johann Döbereiner reconheceu tríades de elementos com propriedades químicas semelhantes (como lítio, sódio e potássio) e mostrou que as propriedades do elemento do meio podiam ser previstas a partir das propriedades dos outros dois.

Entretanto, reconhece a RSC, foi somente quando uma lista mais precisa da massa atômica dos elementos ficou disponível que houve um progresso real em direção à descoberta da tabela periódica moderna. 

De acordo com a entidade espanhola, isso aconteceu após o primeiro Congresso Internacional de Químicos, realizado em 1860 em Karlsruhe (Alemanha). Essa reunião foi de importância transcendental, diz a plataforma científica, pois foi lá que o italiano Stanislao Cannizzaro estabeleceu o conceito de peso atômico (massa atômica relativa de um elemento).

A contribuição de Canizzaro foi uma inspiração para os participantes do congresso. Um deles foi Dmitri Mendeleyev, que foi o primeiro a publicar uma versão da tabela periódica atual. 

Esse cientista russo classificou os elementos descobertos até então em ordem crescente de peso atômico e colocou aqueles com propriedades químicas semelhantes na mesma coluna.

A grande ideia de Mendeleev foi deixar lacunas para elementos não descobertos, e ele até previu as propriedades de cinco desses novos elementos e seus compostos, diz a RSC.

Além disso, ao calcular suas propriedades químicas, ele conseguiu determinar quais elementos ainda não haviam sido descobertos e previu o exato lugar deles na tabela periódica. Oficialmente, Mendeleev concluiu a tabela em 1º de março de 1869. 

Embora Mendeleev não tenha recebido um prêmio por sua contribuição, ele foi homenageado com a nomeação do elemento 101: Mendelevium.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados