Como e quando ver a Superlua de Esturjão, última superlua de 2022

Descubra como conferir este evento que ocorre nos céus e por que ele tem esse nome.

Lua cheia acima da costa da Colúmbia Britânica, no Canadá.

Foto de Paul Nicklen
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 12 de ago. de 2022 10:22 BRT

A noite de 12 de agosto será um bom momento para os fãs da agenda cósmica, pois a Lua brilhará ainda mais graças à sua proximidade com o planeta Terra. Esta é a última superlua do ano visível a olho nu. 

Em entrevista à reportagem, Eleazar Rodrigo Carrasco, astrônomo do Observatório Gemini, no Chile, diz que não será necessário nenhum equipamento especial para observar a Superlua de Esturjão, basta olhar cuidadosamente para o céu ao anoitecer.

O que é uma superlua

De acordo com informações divulgadas pela Nasa, o termo superlua foi criado em 1979 e é usado para descrever a Lua Cheia em seu perigeu – período quando o satélite natural da Terra está no ponto da sua órbita mais próximo ao nosso planeta. No momento, explica Carrasco, ela está a uma distância de 356 mil quilômetros do centro da Terra, o que faz a Lua parecer maior. 

Já o apogeu é o ponto mais distante entre a Terra e a Lua, quando a distância do satélite chega a 405 mil quilômetros do nosso planeta.

Em seu ponto mais próximo da Terra, a Lua cheia aparece aproximadamente 17% maior e 30% mais brilhante que a mais fraca do ano – que ocorre quando ela está mais distante da Terra em sua órbita, relata a Nasa.

Lua cheia sobre o Lago Saint Mary no Parque Nacional Glacier de Montana.

Foto de Keith Ladzinski

Por que é chamada de Superlua de Esturjão?

De acordo com Eleazar Rodrigo Carrasco, o nome Superlua de Esturjão vem dos povos nativos do hemisfério Norte, principalmente nos Estados Unidos e Canadá, e à pesca do esturjão.  

O nome desta superlua coincide com a época do ano em que o esturjão, um peixe que facilmente ultrapassa 2 metros de comprimento, era mais facilmente apanhado, daí a sua relação com o evento astronômico. 

Carrasco também diz que essa designação pode variar de acordo com referências de outros lugares. Assim, a Superlua de Esturjão também recebe nomes como Lua de Milho Verde ou Lua de Grão.

Quando ver a Superlua de Esturjão 

As superluas só ocorrem de três a quatro vezes por ano e sempre aparecem consecutivamente, diz a agência espacial americana. Durante a maior parte do tempo em que a Terra orbita em torno do Sol, o perigeu e a Lua cheia não coincidem. 

É por isso que a superlua é um fenômeno raramente visível durante o ano. Mas em 2022, especificamente, houve outros eventos similares, como a Superlua de Morango em junho, e a Super Lua dos Cervos em julho. 

De acordo com Carrasco, a Superlua de Esturjão será a última do ano, tornando-a o momento ideal para observar este astro. A partir de 10 de agosto e durante três dias, a Lua estará cheia e sua luminosidade (reflexo da luz do sol na superfície da Lua) aumentará. Embora não haja uma diferença substancial entre estas três noites, 12 e 13 de agosto serão as melhores épocas da semana para conferir o fenômeno.

A Superlua de Esturjão será vista durante toda a noite, tanto no hemisfério Norte quanto no Sul. O melhor momento para apreciá-la é de noite, claro,  mas Carrasco recomenda: "O conselho é ver a Lua ao nascer, para que você possa comparar seu tamanho. Quando ela subir ao céu, será possível notar como seu tamanho se reduz a um volume fixo, devido a um efeito óptico atmosférico".

Qando a Lua aparece no leste, seu tamanho aparente é maior do que quando ela está no zênite (termo que se refere à intersecção da vertical de um lugar com a esfera celeste, acima da cabeça do observador:). "À medida que você se move para cima, a luz que passa pela atmosfera torna-se menor por um efeito de plano tangencial", explica Carrasco. "Quando se olha para o horizonte, mais luz passa através da atmosfera."

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Espaço
Eventos astronômicos de julho de 2022: Lua dos Cervos e chuva de meteoros
Espaço
Coincidência cósmica: Lua de Sangue, eclipse mais longo do século e Marte mais perto da Terra
Espaço
Quando será possível ver a chuva de meteoros Delta Aquáridas?
Espaço
Água na superfície da Lua pode ser mais abundante do que imaginávamos
Espaço
Árvores que estiveram no espaço em 1971 vivem atualmente na Terra

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados