Superlua Azul de agosto de 2023: o que é esse fenômeno e a que horas poderá ser visto?

O termo “Superlua Azul” diz respeito a dois fenômenos acontecendo ao mesmo tempo: entenda.

Lua cheia sobre a costa da Colúmbia Britânica.

Foto de Paul Nicklen
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 30 de ago. de 2023, 15:28 BRT

Quem gosta de admirar a Lua à noite terá um motivo especial para erguer seus olhos ao céu. É que nesta quarta-feira será possível admirar a "Superlua Azul" de agosto. Este é um fenômeno que só irá se repetir daqui 14 anos! Mas o que significa esse termo?

Primeiramente, é necessário entender o que é uma superlua. De acordo com a Nasa, agência espacial dos Estados Unidos, esta  designação é usada para descrever o momento em que a Lua está no ponto de órbita mais próximo da Terra (o perigeu) e encontra-se na sua fase cheia.

 “Durante esse evento, como a Lua cheia está um pouco mais próxima de nós do que o normal, ela aparece especialmente grande e brilhante no céu”, explica a Nasa em seu site oficial.

A Superlua Azul é realmente da cor azul?

O termo “Lua Azul” é usado, na verdade, para se referir a uma segunda Lua cheia de um mesmo mês – no caso de agosto de 2023, a primeira pôde ser vista no dia 1 do mês. 

Quando se fala em “Superlua Azul”, faz-se referência aos dois fenômenos acontecendo simultaneamente: ao mesmo tempo em que o satélite está no ponto mais próximo da Terra, também é a segunda Lua cheia do mês.

A Nasa esclarece que, apesar do nome, a Lua não fica azul nesse fenômeno. “Em raras ocasiões, pequenas partículas no ar – geralmente de fumaça ou poeira – podem fazer com que a Lua pareça azulada”, afirma a agência.

Quando a Superlua Azul poderá ser vista?

A Superlua Azul poderá ser vista na quarta-feira, dia 30 de agosto, por volta das 22h36 (horário de Brasília), em todas as regiões do planeta – dependendo, é claro, das condições climáticas de cada local. Após essa data, a próxima Superlua Azul será em 2037.

Entretanto, é importante ter em mente que a diferença do tamanho a olho nu em comparação com uma noite normal não é tão impressionante como muitos podem imaginar.

“Você provavelmente não notará uma grande diferença no tamanho. Quando a Lua está mais próxima da Terra (uma superlua), ela parece cerca de 14% maior do que quando está mais distante do planeta. Isso é semelhante à diferença de tamanho entre uma moeda de 25 centavos e uma de 5 centavos.”, diz a Nasa. 

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados