Linha do tempo mostra os 30 anos de luta pela independência da Ucrânia

Desde o colapso da União Soviética em 1991, a Ucrânia teve que lidar com a pressão e a expansão do poder russo.

Publicado 7 de mar. de 2022 10:24 BRT
Um militar ucraniano vigia uma posição na linha de frente com separatistas apoiados pela Rússia perto ...

Um militar ucraniano vigia uma posição na linha de frente com separatistas apoiados pela Rússia perto da cidade de Schastia (que significa "felicidade" tanto na Ucrânia quanto na Rússia), perto da cidade de Lugansk, no leste da Ucrânia, em 23 de fevereiro de 2022, um dia antes do ataque total da Rússia à Ucrânia.

Foto de Anatolii Stepanov/AFP via Getty Images)

As forças russas invadiram a Ucrânia no início de 24 de fevereiro de 2022, após um ano de acúmulo de forças militares na fronteira e 30 anos de independência ucraniana desde a dissolução da União Soviética em dezembro de 1991.

O país de quase 45 milhões de pessoas – que foi atacado desde a Bielorrússia ao norte, da Rússia a leste e da Crimeia, cujo controle é russo, ao sul – está estrategicamente posicionado entre a Rússia e o resto da Europa, incluindo uma faixa de nações do leste europeu que já esteve sob a esfera soviética mas se juntaram à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), uma expansão da aliança defensiva ocidental que a Rússia vê como uma profunda ameaça.

Fonte: Otan / Publicado originalmente em NationalGeographic.com

Foto de CHRISTINE FELLENZ E MATTHEW W. CHWASTYK

Rússia-Ucrânia: como começou o conflito

As intervenções russas em outros países do ex-bloco soviético tomam lugar em várias regiões ainda disputadas, conhecidas como zonas de 'conflito congelado', inclusive ao longo da fronteira da Ucrânia. A Ucrânia tem profundos laços históricos e culturais com a Rússia. Mas seus esforços para fugir do domínio russo nos últimos anos resultaram em perdas de vidas e território ucranianos. Isso inclui a península da Crimeia, anexada em 2014, seguida logo depois por apreensões russas de grandes regiões do leste da Ucrânia. Agora, no início de 2022, todo o país é atacado.

1991 – Ucrânia se separa da União Soviética

A Ucrânia declara independência durante o colapso da União Soviética em 1991.

Milhares de manifestantes pró-independência mostram um sinal de três dedos, para indicar o garfo, emblema da Ucrânia, em 28 de agosto de 1991, durante um comício no centro de Kiev.

Foto de Anatoly Sapronenkov, AFP/ Getty Images

Fonte: Otan / Publicado originalmente em NationalGeographic.com

Foto de CHRISTINE FELLENZ E MATTHEW W. CHWASTYK

1994 – A Ucrânia se aproxima da Otan

A Ucrânia se junta a uma parceria colaborativa com a Otan. Ela desiste de seu arsenal nuclear em troca de um acordo assinado entre a Rússia, os EUA e o Reino Unido para proteger sua soberania.

Mulheres em Yalta, uma cidade portuária do Mar Negro na península da Criméia, preparam-se para votar nas eleições parlamentares de 27 de março de 1994.

Foto de Hector Mata, AFP/ Getty Images

2003-04 – Revoluções anti-russas na Geórgia e Ucrânia

As eleições disputadas na Geórgia em 2003 e na Ucrânia em 2004 desencadearam a Revolução Rosa da Geórgia e a Revolução Laranja da Ucrânia – em ambas manifestantes protestaram contra a corrupção e a influência russa.

Ucranianos se reúnem em Kiev em dezembro de 2004 após a vitória eleitoral de Viktor Yushchenko sobre seu concorrente pró-Moscou em 28 de dezembro de 2004.

Foto de James Hill, Redux

Fonte: Otan / Publicado originalmente em NationalGeographic.com

Foto de CHRISTINE FELLENZ E MATTHEW W. CHWASTYK

2008 – Rússia intervém na Geórgia; Ucrânia se aproxima da UE

Ucrânia e Geórgia começam a se associar à aliança da Otan. Mais tarde naquele verão, a Rússia apoia separatistas em regiões que buscam a independência da Abkházia e da Ossétia do Sul. A Ucrânia inicia conversações para formar laços com a União Europeia.

Fonte: Otan / Publicado originalmente em NationalGeographic.com

Foto de CHRISTINE FELLENZ E MATTHEW W. CHWASTYK

As forças russas fortificam posições fora de Tiblisi, Geórgia, enquanto civis tentam escapar dos combates em 2008.

Foto de Jan Grarup, Laif/Redux

2014 – Protestos pró-Europa; presidente pró-Rússia foge da Ucrânia

Protestos eclodem na praça Maidan, em Kiev, contra a retirada do governo das negociações da UE. Mais de 100 manifestantes foram mortos; o presidente ucraniano apoiado por Moscou foge para a Rússia.

Um violento conflito entre manifestantes e policiais se alastra na Praça da Independência de Kyiv em 21 de novembro de 2013. Os protestos foram desencadeados pela decisão do governo pró-Moscou de suspender as negociações para estreitar os laços com a União Europeia.

Foto de David Rose, Panos Pictures/Redux

Março de 2014: Rússia anexa Crimeia

A Rússia toma o controle da península da Crimeia e anexa o território.

Soldados russos bloqueiam a estrada quando cerca de 200 forças do exército ucraniano se aproximam de um aeroporto militar perto da base da frota do Mar Negro da Rússia em Sevastopol, na Crimeia, anexada à Rússia em 4 de março de 2014.

Fonte: Otan / Publicado originalmente em NationalGeographic.com

Foto de CHRISTINE FELLENZ E MATTHEW W. CHWASTYK

Soldados russos bloqueiam a estrada quando cerca de 200 forças do exército ucraniano se aproximam de um aeroporto militar perto da base da frota do Mar Negro da Rússia em Sevastopol, na Criméia anexada à Rússia em 4 de março de 2014.

Foto de Bulent Doruk, Anadolu Agency/Getty Images

Abril de 2014 – Separatistas pró-Rússia controlam Donetsk e Lugansk

Separatistas pró-russos tomam o controle de partes das regiões orientais da Ucrânia de Donetsk e Lugansk; o acordo de paz de Minsk II de 2015 acaba com parte da violência, mas a região sofre mais de 13 mil baixas até o final de 2021.

Fonte: Otan / Publicado originalmente em NationalGeographic.com

Foto de CHRISTINE FELLENZ E MATTHEW W. CHWASTYK

Atiradores separatistas pró-russos ficam de guarda na cidade ucraniana oriental de Donetsk em 25 de maio de 2014.

Foto de Stanley Greene, Noor/Redux

2019-20 – Ucrânia avança na integração com o Ocidente

Em 2019, a Ucrânia aprova uma emenda constitucional para prosseguir a adesão à Otan e à UE. No ano seguinte, torna-se um Parceiro de Oportunidades Aprimoradas da Otan, cooperando em missões e exercícios militares.

Militares ucranianos participam de exercícios militares na região de Lviv, no oeste da Ucrânia. Os exercícios fazem parte do programa Rapid Trident 2020 de exercícios militares multinacionais que unem a Ucrânia, os Estados Unidos e os países membros da Otan e os Estados que aderiram ao programa de cooperação Parceria pela Paz da aliança.

Foto de Stringer, Sputnik/ AP

2021-22: Rússia se prepara para atacar a Ucrânia

A Rússia constrói uma presença militar maciça ao longo da fronteira da Ucrânia. O presidente russo Vladimir Putin ordena tropas em partes separatistas de Donetsk e Lugansk e reconhece as regiões como independentes. Em 24 de fevereiro de 2022, a Rússia inicia um ataque total à Ucrânia por terra, ar e mar.

Fonte: Otan / Publicado originalmente em NationalGeographic.com

Foto de CHRISTINE FELLENZ E MATTHEW W. CHWASTYK

Hoje – Até onde vai a Rússia?

Regiões disputadas apoiadas pela Rússia também existem em outras áreas da antiga União Soviética, incluindo a Geórgia e na fronteira leste da Moldávia com a Ucrânia.

Marinheiros usando os bonés navais da antiga frota soviética participam de um comício pró-russo em 2014 na praça de Lênin em Donetsk. Donetsk é a maior cidade da região de Donbas, uma área que é o centro da mineração de carvão e da indústria siderúrgica da Ucrânia.

Fonte: OTAN

Foto de CHRISTINE FELLENZ E MATTHEW W. CHWASTYK

Marinheiros usando os bonés navais da antiga frota soviética participam de um comício pró-Rússia em 2014, na praça de Lênin, em Donetsk. Donetsk é a maior cidade da região de Donbas, uma área que é o centro da mineração de carvão e da indústria siderúrgica da Ucrânia.

Foto de Jeroen Oerlemans, Panos Pictures/Redux
Continuar a Ler

Você também pode se interessar

História
Fotos retratam caos da invasão russa na Ucrânia
História
Rússia e Ucrânia: a complicada história que conecta (e divide) os dois países
História
VOZES DA FRONTEIRA: A DECISÃO
História
A história do coquetel molotov, clássica arma dos mais fracos
Meio Ambiente
Como a guerra na Ucrânia pode levar o mundo à escassez de alimentos

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados