Meio Ambiente

Não, torcedores mexicanos não causaram terremoto após vencer a Alemanha.

A vitória da seleção latino-americana, no último domingo, mexeu com a Cidade do México. Mas não literalmente. Terça-feira, 19 Junho

Por Annie Roth

A vitória do México sobre a Alemanha em um jogo da Copa do Mundo no domingo (17/06) causou uma movimentação na Cidade do México. Às 11h35 da manhã, quando Hirving Lozano marcou o gol vencedor em uma partida na Rússia, sismógrafos da Cidade do México detectaram um pico de atividade sísmica. O Instituto Mexicano de Pesquisa Geológica e Atmosférica alega que esse tremor tenha sido causado por milhares de fãs de futebol pulando durante a celebração, mas alguns cientistas não têm tanta certeza.

“Provavelmente foi uma pessoa ou um grupo de pessoas pulando ao lado da estação [de sismologia]”, diz Xyoli Pérez Campos, chefe do Servicio Sismológico Nacional (SSN), o serviço sismológico nacional do México. Campos diz que as vibrações detectadas pelos sismógrafos não se assemelham a um terremoto, causado pelo homem ou não.

“Não seria um único pico”.

Quando seções da crosta terrestre escorregam sobre ou ao lado uma da outra, energia é liberada em forma de ondas sísmicas. Sismólogos usam instrumentos sensíveis chamados sismógrafos para detectar essas ondas quando elas se movem pelo interior da Terra. Cientistas podem determinar a fonte de um terremoto examinando seu padrão de ondas sísmicas.

“Pessoas [pulando] podem gerar vibrações, mas elas são muito diferentes de um terremoto na medição”, diz Campos.

Sismógrafos captaram sons e vibrações de multidões agitadas antes, mas nenhuma celebração sincronizada já foi capaz de causar um verdadeiro evento sísmico. De acordo com William Yeck, geofísico da U.S. Geological Survey.

O termo “terremoto causado pelo homem” é tipicamente utilizado para descrever terremotos catalisados pela ação humana como perfurações e testes nucleares.

“É possível que humanos causem terremotos, não há dúvida quanto a isso; mas nesse caso, com as pessoas torcendo, parece que não foi o que aconteceu”, diz Yeck.

Dezenas de milhares de terremotos, naturais e causados pelo homem, movem a superfície do nosso planeta todo ano, a maioria deles tem baixa pontuação na escala Richter (são pequenos). Mas mais de 12 terremotos com magnitude acima de 4.0 já devastaram comunidades do mundo este ano, inclusive o terremoto de magnitude 6.1 que atingiu a cidade japonesa de Osaka nesta manhã, matando quatro pessoas e deixando mais de 300 feridos.

Continuar a Ler