Nova Zelândia

Cinco paisagens da Nova Zelândia para postar no Instagram

Capture as belezas do país do nascer ao pôr do sol. Sexta-feira, 15 Fevereiro

Por Heather Greenwood Davis

Tons de rosa pela manhã, coloração branca à tarde, tonalidade laranja-escuro no pôr do sol. No decorrer do dia na Nova Zelândia, a mudança na luz é a primeira coisa que você observa ao acordar e a última que nota antes de escurecer.

Autores, fotógrafos e artistas já retrataram as virtudes da luz nesse país localizado no Sul do Pacífico. Após uma visita em 1976, o poeta norte-americano Robert Creeley descreveu a luz como "intensa, clara, única, impiedosa, diferente de tudo que já vi antes". Porém, é a lenda Māori sobre como a luz se tornou assim que transmite toda a sua magia. A Mãe-Terra (Papatūānuku) e o Pai-Céu (Ranginui) viviam juntos; sozinhos e harmoniosos no escuro. Somente quando tiveram filhos que foram obrigados a se separar—e é aí que a luz entra em cena. Conheça cinco lugares na Nova Zelândia onde é possível observá-la:

Amanhecer em Kaikōura

Os pescadores da costa de Kaikōura na Ilha Sul levantam cedo, quando o céu ainda está rosado, e são os primeiros a testemunharem a luz clara que reluz na água. Viajantes atentos aos horários também conseguem vislumbrar a mesma beleza. Faça uma parada em Nin's Bin, restaurante à beira mar que serve lagostim fresco regado com manteiga de alho em mesas de piquenique com vista para a água. Reserve um passeio de barco até as montanhas nevadas da costa. Também é possível maravilhar-se com o novo litoral – as paredes de pedra, levantadas pela água após o terremoto de 2016, contêm turfa fresca que alimenta as colônias de focas – e grupos de golfinhos e cachalotes podem ser vistos no cânion de Kaikōura, um fosso subterrâneo rico em vida marinha de cerca de 59 quilômetros de comprimento.

Café da manhã em Nelson

Celebre a luz matinal aos sábados com xícaras de chai e iguarias recém-saídas do forno no Mercado de Nelson, um dos diversos mercados locais do país. Aprecie e deguste, mas também permita-se aproveitar o lugar. Os moradores locais não comercializam alimentos e mercadorias artesanais apenas, eles também contam suas histórias. O lema da cidade de Nelson, que é dedicada ao artesanato, é sempre fazer o melhor: uma pasta de amendoim mais saudável, um bolinho mais saboroso, uma escultura capaz de transmitir um sentimento. Quando o sol atinge as peças de cerâmica produzidas com cuidado ou rapidez por mãos ágeis que foram finalizadas apenas há alguns dias, você sente a paixão que a luz foi capaz de inspirar. 

Glória ao meio-dia em Abel Tasman

Aproveite o sol vespertino nas praias do menor parque nacional da Nova Zelândia. Quando o sol atinge sua posição mais alta no céu, as areias de Abel Tasman ganham uma coloração dourada. Os que acampam com suas barracas voltadas para a água têm a melhor recompensa: uma vista do mar azul esverdeado banhando a costa. A Trilha Litorânea de Abel Tasman – uma das nove Grandes Trilhas do país – leva a florestas de chão macio com samambaias e árvores que nunca perdem o verde. Conforme você sobe, é possível ter uma visão aérea da água tremulante. Lanchas cintilam sob a luz, deixando um rastro branco, e caiaques amarelos e laranjas flutuam como boias à distância.

Explore a Baía de Plenty 

O vapor que sobe das rachaduras geotérmicas em Rotorua filtra a luz do sol ao longo do dia. Após ter escolhido uma dentre as diversas caminhadas disponíveis, no fim da tarde, relaxe nas famosas águas termais. Próximo dali, na praia Ohope, você pode observar surfistas domarem as ondas ou encará-las. E nenhuma visita à Baía de Plenty está completa sem uma imersiva experiência Māori. A população da região é cerca de 40% Māori, e experiências culturais incluem de excursões gastronômicas a demonstrações de esculturas. Curta o dia em Te Puia, onde gêiseres ativos dão um show e a escola de escultura local conta um pouco da história e cultura do povo Māori.

O pôr do sol em Auckland 

Pegue um barco até a Ilha de Waiheke em uma tarde ensolarada para visitar olivais e praias; observe a vista da cidade do outro lado da água, conforme o sol se põe. Não consegue chegar até Auckland? O vinho é o que reúne amigos no fim do dia em vinhedos, bares e restaurantes em todo o país. Deguste Chardonnay nos Vinhedos Neudorf que ficam próximos a Nelson ou um Pinot Noir no Spy Valley, na região de Marlborough. Não importa onde você fizer o brinde, é bem provável que o pôr do sol vai conceder um brilho sem igual à ocasião. Desfrute de uma boa noite de sono. A luz da Nova Zelândia estará aguardando para lhe desejar as boas-vindas novamente pela manhã.

Continuar a Ler