Campeonato Mundial 2022: qual é o impacto ambiental da viagem desde a Colômbia?

A Organização da Aviação Civil Internacional permite o cálculo das emissões de dióxido de carbono das viagens aéreas. E quanto à pegada de carbono desta viagem na Colômbia?

Três turistas caminham por Doha (Catar) ao amanhecer, aproveitando uma escala de avião.

Foto de AGUSTINA LAGRESTE
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 3 de nov. de 2022 13:21 BRT, Atualizado 18 de nov. de 2022 15:25 BRT

O Campeonato Mundial 2022 será realizado no Qatar de 20 de novembro a 18 de dezembro de 2022.  De acordo com informações recentes divulgadas pela FIFA, um total de 2,45 milhões de ingressos foram vendidos até agosto. Entre os 10 países que mais compraram ingressos, três foram na América Latina: México em quarto lugar, a Argentina em sétimo lugar e o Brasil em oitavo lugar.

Muitos turistas latino-americanos terão que viajar de avião para chegar ao país-sede da Copa do Mundo. Para calcular o impacto que as viagens aéreas terão sobre o meio ambiente, é possível usar a ferramenta de calculadora da pegada de carbono da Organização da Aviação Civil Internacional (Icao, na sigla em inglês), uma agência especializada das Nações Unidas.

Para isso, os usuários devem inserir informações sobre o itinerário: local de partida, escalas de voo (se não houver voo direto) e local de chegada. Além disso, é necessário incluir o número de passageiros e a classe da passagem (executiva ou econômica).

Calculadora de pegada de carbono da Colombia ao Qatar. 

Foto de National Geographic

A pegada de carbono da Colômbia ao Qatar

Os colombianos terão que fazer pelo menos uma escala para chegar ao Qatar. Existem diferentes alternativas, incluindo a passagem pela cidade de Miami.

Neste caso, pode-se calcular a viagem para uma pessoa, em classe econômica, ida e volta desde o Aeroporto Internacional El Dorado (BOG), em Bogotá, na Colômbia, com uma escala no Aeroporto Internacional de Miami (MIA), Estados Unidos, para o Aeroporto Internacional Hamad (DOH) em Doha, a capital do Qatar.

Neste caso, a calculadora revela que a aeronave cobre uma distância de 29 532 quilômetros e consome 208 389 quilos de combustível durante toda a viagem (ida e volta com escala).

No trajeto, a quantidade de dióxido de carbono (CO2) liberado na atmosfera por pessoa durante a viagem é de 1438 quilos.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Viagem
Copa do Mundo de futebol do Qatar 2022: qual é o impacto ambiental da viagem desde o México?
Viagem
Campeonato Mundial 2022: qual é o impacto ambiental da viagem desde a Argentina?
Viagem
Campeonato Mundial 2022: qual é o impacto ambiental da viagem desde o Brasil?
Viagem
Confira 6 dicas para que sua próxima viagem à praia seja mais sustentável
Viagem
Jalapão se adapta aos novos tempos para manter turismo na pandemia

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados