Animais

Gnu quase vira comida de crocodilo, mas é salvo por aliados improváveis

O herbívoro já dava sinais de cansaço, mas a salvação veio a tempo. Quinta-feira, 26 Outubro

Os açudes do Parque Nacional Kruger, na África do Sul, costumam ser palco das batalhas mais emocionantes da vida selvagem – e um novo vídeo faz jus à fama. 

Enquanto passeavam pelo enorme parque, um casal avistou um gnu que acabara de ser mordido por um crocodilo. É provável que o herbívoro tenha se aproximado para beber água quando foi surpreendido pelo predador. O gnu lutou para se libertar, mas sua perna estava bem encaixada nas poderosas mandíbulas do crocodilo.

Por quase oito minutos, presa e predador se enfrentaram em um jogo feroz de cabo-de-guerra, até que o gnu dar sinais de cansaço. 

Lentamente, o crocodilo começou a puxar o gnu para dentro do poço. Com o corpo longo, pesado e pernas fortes, o réptil tem larga vantagem sobre presas grandes dentro d'água. 

Enquanto o gnu submerge cada vez mais, dois hipopótamos se aproximam fora da imagem. De repente, avançam sobre o crocodilo, fazendo-o perder a pegada, liberando o gnu. O mamífero está solto, mas com uma perna quebrada, talvez não sobreviva por muito tempo.

Teriam os hipopótamos agido para salvar o gnu?

É improvável, disse Douglas McCauley, explorador da National Geographic e professor da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara. Apesar do fato de também serem herbívoros, hipopótamos podem ser extremamente agressivos. No começo deste mês, um hipopótamo que estava dormindo no Quênia se assustou com um leão e quase quebrou o pescoço do felino

Douglas elaborou teorias para o motivo dos hipopótamos – provavelmente machos subdominantes – terem salvado o gnu.

A primeira é que o crocodilo invadiu o território dos hipopótamos. As duas espécies, frequentadoras dos açudes, são desconfiadas uma da outra. Os hipopótamos só comem vegetais e são muito grandes e poderosos para serem presas de crocodilos. Mas, quando um crocodilo se aproxima a menos de 2 metros, os hipopótamos, muito territoriais, podem avançar ou morder.

"Meu melhor chute é que os hipopótamos são agressivos com qualquer um que tente entrar na água. Eles vão avançar e tentar te expulsar", ele explicou.

Em outras palavras, enquanto os grandes herbívoros parecem estar salvando o gnu no vídeo, é mais provável que eles estavam apenas defendendo o território.

Por isso, apesar do vídeo não mostrar um ato de altruísmo dos hipopótamos, Douglas diz que é um ótimo exemplo de como os animais coabitam e dividem espaços na natureza. 

Continuar a Ler