Cultura

Vinhos envelhecidos à perfeição com música hipnótica

Estudos científicos sugerem que melodias suaves produzem vinhos mais saborosos - e os vinhedos chilenos estão se dando conta disso.Tuesday, August 14, 2018

Por Haley Ray
O belo Vale do Colchagua, no Chile, é famoso por seus vinhos tintos vibrantes.

Entre as montanhas sinuosas e os verdes vinhedos do Vale do Colchagua, no Chile, esta vinícola descansa seus vinhos ao som hipnótico dos cantos gregorianos.  Conhecida pela utilização de técnicas visionárias na fabricação de vinhos, a Viña Montes foi fundada em 1987 e utiliza música para envelhecer seus vinhos desde 2004.

Na sala de barricas, 800 barris de carvalho francês, decorados com uma imponente faixa vermelho-escuro, descansam em semicírculo. O espaço foi projetado para proporcionar uma atmosfera de serenidade e misticismo - um ambiente ideal para a criação de vinhos tintos perfeitos e saborosos que tornam a região do Colchagua tão famosa. Para a Viña Montes, também é um local aparentemente tocado por anjos, considerando o Purple Angel Carmenére, vinho de nome sugestivo e altamente premiado, produzido lá.

Com a missão de revitalizar a produção de vinhos chilenos de qualidade, os fundadores da Montes, Aurelio Montes e Douglas Murray, descobriram a música, particularmente os cantos litúrgicos, como forma de aprimorar o sabor de seus produtos.

“Há estudos que comprovam que vibrações suaves provocam nos líquidos um envelhecimento de melhor qualidade do que o silêncio ou do que músicas estridentes,” diz Montes. A Universidade Heriot-Watt, em Edimburgo, realizou um desses estudos especificamente para os vinhos de Aurelio Montes em 2008. Os pesquisadores descobriram que o sabor do vinho tinto havia sido alterado em 40% por música forte e pesada e em 25% por música melodiosa. Os avaliadores classificaram o vinho branco como mais refrescante ao som de músicas consideradas “vigorosas e revigorantes”. Outros vinicultores estão seguindo os passos de Montes, incluindo o chileno Juan Ledesma, da Terroir Sonoro, que mergulha, diretamente nos barris, alto-falantes tocando música.

ver galeria

As técnicas imaginativas empregadas pela Viña Montes vão além do uso inovador da cimática (ou estudo das ondas). Toda a vinícola foi construída com base nos princípios do Feng Shui. Todos os elementos básicos - água, metal, madeira - foram incorporados ao design, e há um curso d’água vindo da área externa da vinícola até uma fonte no centro da construção. Na tradição Feng Shui, a água é considerada o principal símbolo de abundância e posicionar precisamente a fonte em formato de lírio faz com que prédio se conecte à energia de prosperidade do universo.

O planejamento meticuloso por trás de cada elemento da estilosa vinícola faz de cada tour na Viña Montes uma oportunidade de estudar não somente a fabricação de vinhos, mas também a arquitetura e o poder da acústica. O espírito inovador e de “boas vibrações” trouxe bom retorno à empresa, considerada uma das pioneiras no país. Músicas sagradas e energia harmoniosa - as uvas na Viña Montes recebem o que há de melhor.

Continuar a Ler