Bichos minúsculos fazem sexo no seu rosto neste instante

Mas os ácaros dos cílios não são os únicos artrópodes que vivem em lugares incomuns.terça-feira, 14 de novembro de 2017

Ácaros na pele
Ácaros na pele
Ácaros vivem na pele dos humanos e se alimentam do óleo que secretamos. Entenda mais sobre essas criaturas estranhas, mas muito comuns.

Para os insetos, provavelmente nunca haverá algo como uma falta de habitação. Muitos se instalam nos lugares mais estranhos, inclusive nós.

Na reunião anual da Entomological Society of America, perguntamos aos especialistas sobre insetos com escolhas estranhas para imóveis. (Leia sobre como 500 insetos podem estar vivendo em sua casa.)

A mosca de cavalo Oestridae, por exemplo, é uma praga perigosa cujas larvas infestam o estômago de um cavalo. As criaturas se juntam ao forro do estômago com as partes bucais em gancho até que eventualmente passem através do trato digestivo do cavalo.

"É um problema grave para o veterinário", que causa problemas dolorosos, incluindo dentes soltos, cólicas e úlceras, diz a presidente da sociedade Susan Weller, também entomologista da Universidade de Minnesota

BORBOLETA-AZUL

As lagartas dessas belas borboletas são os cucos do mundo dos insetos, escondendo seu ninho em ninhos de outras espécies e se aproveitando de estranhos inocentes.

Várias lagartas da família Lycaenidae invadem os ninhos e fingem ser larvas de formigas.

"Elas enganam as formigas a pensarem que são uma delas e comem" as formigas bebês até que as próprias lagartas virem pupas, diz Felix Sperling, entomologista da Universidade de Alberta. Os intrusos recebem uma refeição grátis e um lugar seguro para crescer.

Algumas espécies, como a lagarta azul Alcon, entram nos ninhos da formiga Myrmica e secretam um líquido doce e desejável que faz com que as formigas alimentem as lagartas da Myrmica e esqueçam suas próprias larvas. (Veja uma lagarta se transformar em uma borboleta.)

HIPERPARASITAS

"Há insetos que vivem dentro de insetos que vivem dentro de insetos", diz Judie Bronstein, uma ecologista da Universidade do Arizona.

Um hiperparasita é um parasita que é parasitado por outro inseto.

 

As lagartas das borboletas brancas do repolho, por exemplo, são parasitadas por dois tipos diferentes de vespa, que por sua vez, são parasitadas por uma vespa completamente diferente.

Chamamos isso de carma.

MOSCAS-ALCALINAS

Os peixes não conseguem sobreviver no Mono Lake da Califórnia, que é duas a três vezes mais salgado do que o oceano. Mas ele abriga moscas alcalinas que comem algas.

As moscas têm pelos minúsculos no corpo, que os protegem em bolhas de ar, permitindo que os insetos permaneçam sob a água por até 15 minutos. As moscas em formato de larva desenvolvem glândulas de cal que processam os altos níveis de carbonato do lago.

As fêmeas caminham até o lago e colocam seus ovos em esteiras de algas ou em fendas de pedra pomes.

Com tão pouca vida na área, as moscas são presas importantes para aves, diz Jeffrey Oliver, especialista em ciência de dados da Universidade do Arizona e ex-entomologista.

ÁCAROS DOS CÍLIOS

Ácaros Demodex, é verdade: nós somos o planeta onde eles nascem e morrem, especialmente nossos rostos e cílios.

Estudo de 2014 da Universidade da Carolina do Norte descobriu que 100% dos objetos do estudo tinham pelo menos uma espécie de ácaro Demodex no rosto, alimentando-se de óleos nos folículos pilosos.

Esses pequenos aracnídeos não são prejudiciais – exceto, talvez, para os seus sonhos.

Continuar a Ler