Animais

Ossos de camaleão podem brilhar no escuro através da pele

Um novo estudo revela que, sob luz ultravioleta, os camaleões também podem brilhar no escuro.Friday, January 19, 2018

Por Elaina Zachos
Iluminado por luz ultravioleta, este camaleão brilha.

Camaleões são lagartos que trocam de cores, enrolam a língua e rolam os olhos. Mas você sabia que eles também brilham no escuro?

Um novo estudo publicado nesta semana na revista científica Scientific Reports revelou exatamente isso. É a primeira vez que pesquisadores relataram fluorescência em ossos de vertebrados.

LAGARTO BRILHANTE

As proteínas, pigmentos e outros materiais que compõem os ossos contribuem para brilhar sob a luz ultravioleta. Basta pensar em como seu sorriso fluorescente se ilumina sob uma luz negra. Sabemos que 75% das criaturas do mar profundo podem brilhar no escuro.

Camaleão da espécie Brookesia superciliaris.

Mas a fluorescência biogênica é rara em vertebrados terrestres. Somente em março o primeiro sapo fluorescente foi descoberto na Amazônia.

Em 15 de janeiro, uma equipe de pesquisadores alemães publicou um artigo mostrando que os ossos dos camaleões brilhavam sob a luz UV. Eles testaram os raios de luz em 160 indivíduos de 31 espécies de camaleões Calumma, endêmicos de Madagascar. Micro-tomografia computadorizada revelou que um brilho azul brilhante emanava dos esqueletos dos lagartos e brilhava através da pele.

Tubérculos, ou pequenas, projeções ósseas arredondadas, pontilham os rostos dos camaleões. Os lagartos também têm quatro camadas de pele fina, que possuem diferentes pigmentos para ajudá-los a mudar de cor. Quando os cientistas usaram uma luz UV sobre os camaleões, os tubérculos incandescentes brilharam para além do crânio e através da pele.

"Nós mal podíamos acreditar quando iluminamos os camaleões com uma lâmpada UV", disse o autor principal David Prötzel, doutorando na Coleção Estadual de Zoologia da Baviera, em um comunicado. "E quase todas as espécies apresentaram padrões azuis, anteriormente invisíveis na cabeça, alguns até em todo o corpo".

Os cientistas disseram que as lacunas em que os tubérculos apareceram através da pele eram "janelas" que ajudavam os raios UV a atingir o osso e serem absorvidos.

Para os camaleões, o brilho provavelmente tem mais intensidade do que para os humanos. O azul é uma cor rara nos habitats arborizados dos lagartos, de modo que o brilho no escuro faz com que eles se destaquem do seu cenário verde e marrom.

TROCA DE TONS

Os camaleões podem mudar de cor, dependendo de muitos fatores. Uma mudança de humor, talvez desencadeada por medo ou raiva, pode fazer com que eles mudem os tons, bem como variações de temperatura, umidade e quantidades de luz. Os machos às vezes se tornam mais brilhantes para atrair fêmeas e estabelecer domínio; os tons mais submissos são castanhos e cinza. Uma mudança de cor também pode mostrar se as fêmeas estão aceitando ou rejeitando parceiros masculinos, ou pode indicar gravidez.

Mas os camaleões não podem mudar para qualquer cor que desejarem, e eles não conseguem imitar exatamente o meio ambiente. Um lagarto em um fundo zebrado ou pontilhado não será capaz de adotar esse padrão engraçado.

Dorso de camaleão da espécie Fluorescent brookesia brilha no escuro.

Em vez disso, as espécies têm uma certa variedade de padrões e cores que podem assumir. Os impulsos nervosos e os deslocamentos hormonais podem fazer com que sua pele se expanda ou encolha, e misture diferentes camadas para diferentes cores e padrões.

Os cientistas ainda não estão certos do por que os ossos do camaleão brilham no escuro. Uma vez que os padrões de tubérculos incandescentes variam entre as espécies, a característica poderia ajudá-los a reconhecer membros da mesma espécie. Os pesquisadores também descobriram que os machos têm mais tubérculos que as fêmeas, uma característica sexualmente dimórfica que poderia indicar quando os camaleões estão prontos para o acasalamento.

O brilho no escuro também pode ser usado para proteger os camaleões contra o excesso de luz solar, escondê-los da detecção de luz UV, atrair polinizadores ou assustar predadores. Mas, em última instância, outros animais terrestres que brilham podem estar à espera para serem descobertos.

ver galeria
Continuar a Ler