Cinco curiosidades que você não sabia sobre o esquilo

Esses pequenos roedores se adaptam a diversos habitats, e alguns podem até brilhar no escuro

Esquilos terrestres se cumprimentam. Reserva Tswalu Kalahari, África do Sul.

Foto de Thomas P. Peschak
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 20 de jan. de 2023 13:49 BRT

Os esquilos são pequenos roedores que vivem em diversas partes do mundo. Estima-se que existam mais de 270 espécies de esquilos que habitam desde florestas tropicaismontanhas nevadas, e são surpreendentes de diversas formas. 

O menor esquilo do mundo vive na África

A menor espécie de esquilo que existe é o esquilo pigmeu africano (Myosciurus pumilio), natural das florestas tropicais de Camarões, Gabão, noroeste do Congo e Guiné Equatorial, na África, segundo informações da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês). Eles medem, em média, de 12 a 14 centímetros e pesam menos de 20 gramas. 

A América do Sul conta com 18 espécies de esquilos

Os esquilos mais populares, vistos em filmes ou séries, normalmente são os que habitam a América do Norte e a Europa. Mas você sabia que a América do Sul conta com diversas espécies de esquilos? 

Um estudo liderado pela exploradora da National Geographic Silvia Pavan, pesquisadora do Museu Paraense Emílio Goeldi, identificou pelo menos 18 espécies de esquilos na América do Sul. Um exemplo deles é o quatipuru (Sciurillus pusillus), que tem como habitat partes restritas da Floresta Amazônica. Segundo o Museu da Amazônia (Musa), ele vive entre as copas das árvores, nos pontos mais altos da floresta, e se alimenta de pequenos frutos.

Alguns esquilos-voadores são fluorescentes

Esquilo-voador é como é chamada a espécie desse roedor que conta com uma aba de pele entre seus membros, o que possibilita que ele plane por longas distâncias entre as árvores que habitam. Mas ele pode ser mais surpreendente. Uma pesquisa de 2019 sugere que a pelagem de alguns desses animais emite um brilho rosa-chiclete sob luz ultravioleta. 

O estudo,  publicado na revista científica Journal of Mammalogy, notou uma fluorescência cor-de-rosa na pele de esquilos-voadores do gênero Glaucomys, naturais da América do Norte. 

Um esquilo vermelho destemido come milho da mão de um visitante do parque. Copenhague, Dinamarca.

Foto de Gilbert M. Grosvenor

Esquilos podem viver em até cinco mil metros de altitude 

O esquilo-voador-lanoso (Eupetaurus cinereus), um dos maiores esquilos do mundo, que mede cerca de 90 centímetros e pesa aproximadamente dois quilos, também chama atenção por viver nas alturas. 

Este esquilo é natural das cordilheiras do Himalaia, onde estão os picos mais altos do mundo, como o Monte Everest. Um estudo de 2021, publicado na revista científica Zoological Journal of the Linnean Society, identificou duas espécies distintas do esquilo-voador-lanoso que vivem em altitudes superiores a 4,5 mil metros. 

Esquilos podem ser pretos, marrons e… roxos

Uma espécie de esquilo encontrada na Índia tem uma das pelagens mais roxas já identificadas em um mamífero. O esquilo-gigante-indiano (Ratufa indica) é duas vezes maior do que os esquilos cinzentos da América, e tem uma pelagem de tons arroxeados vibrantes, de acordo com o livro Squirrels of the World (Esquilos do Mundo, em tradução livre).

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Animais
Capivaras urbanas: como o maior roedor do mundo se adaptou às cidades
Animais
10 cachorros mais inteligentes do mundo
Animais
Qual é a diferença entre o guepardo e o leopardo?
Animais
O que os gatos significam para os egípcios?
Animais
Quais cores os cães enxergam: o que diz a ciência?

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados