Por que o cabelo pode ser loiro, castanho ou preto? A ciência explica os motivos

Com o tempo, as fibras ficam cinza, mas isso varia de pessoa para pessoa, assim como a quantidade de pigmento que colore o cabelo.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 3 de ago. de 2023, 15:53 BRT
Uma modelo penteia o cabelo durante a Paris Fashion Week, na França.

Uma modelo penteia o cabelo durante a Paris Fashion Week, na França.

Foto de Hannah Reyes Morales

A cor do cabelo pode variar de pessoa para pessoa: de loiro a marrom, de vermelho a preto. Essa tonalidade é determinada pela quantidade e tipo de melanina (a proteína que dá cor ao cabelo e à pele) que, por sua vez, é determinada por muitos genes, embora pouco se saiba sobre a maioria deles, explica a Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA (NLM, na sigla em inglês).

Quando uma pessoa tem uma grande quantidade de um tipo de melanina chamado eumelanina, o cabelo será preto. Se você tiver uma quantidade moderada, provavelmente seu cabelo será castanho. E, se você tiver pouca eumelanina, seu cabelo será loiro.

Por outro lado, uma abundância de outro pigmento chamado feomelanina torna as pessoas ruivas, informa a NLM. A agência acrescenta que a maioria das pessoas, mais de 90% da população mundial, tem cabelos castanhos ou pretos.

A cor do cabelo pode mudar com o tempo?

De acordo com a NLM, a cor do cabelo pode mudar com o passar do tempo. Em pessoas de ascendência europeia, os cabelos claros podem escurecer com a idade. Por exemplo, algumas crianças loiras têm cabelos mais escuros quando chegam à adolescência. 

Os pesquisadores acreditam que certas proteínas do pigmento do cabelo são ativadas à medida que as crianças envelhecem, talvez em resposta a alterações hormonais que ocorrem por volta da puberdade. 

Por sua vez, quase todos os tipos de cabelo ficam grisalhos com o tempo, mas o momento e a quantidade em que isso ocorre variam. De acordo com a Harvard Medical School (HMS), os folículos capilares produzem menos cor à medida que envelhecem. Em geral, essas fibras acinzentadas tendem a crescer após os 35 anos, mas a genética pode determinar quando elas começam a aparecer.

Além disso, o estresse pode causar cabelos brancos, pois desencadeia uma condição chamada eflúvio telógeno, que faz com que os cabelos caiam três vezes mais rápido do que o normal. Como consequência, os cabelos que se regeneram mais rapidamente podem ficar grisalhos.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2023 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados