Campeonato Mundial 2022: qual é o impacto ambiental da viagem desde o México?

A Organização da Aviação Civil Internacional calcula as emissões de dióxido de carbono das viagens aéreas. O que acontece no México com a pegada de carbono neste trajeto?

Cruzamento em Doha, Qatar.

Foto de VICTORIA PRIANO
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 3 de nov. de 2022 12:54 BRT, Atualizado 18 de nov. de 2022 15:32 BRT

De 20 de novembro a 18 de dezembro de 2022, o Campeonato Mundial será realizado no Qatar. De acordo com informações recentes divulgadas pela Fifa, até agosto foram vendidos 2,45 milhões de ingressos. Entre os 10 países que mais compraram entradas para as partidas, estão o México, em quarto lugar; Argentina, em sétimo lugar; e Brasil, em oitavo na lista.

Para chegar ao país do torneio mundial, muitos turistas latino-americanos terão que viajar de avião. Para calcular o impacto que o transporte aéreo terá no meio ambiente, pode ser utilizada a calculadora de pegada de carbono da Organização da Aviação Civil Internacional (Icao, na sigla em inglês), agência especializada das Nações Unidas.

Para isso, os usuários devem inserir dados sobre o itinerário: local de partida, escalas de voos (no caso de países que não possua voo direto) e local de chegada. Além disso, é necessário apontar o número de passageiros e a classe da cabine.

Mercado em Doha, Catar.

Foto de VICTORIA PRIANO

A pegada de carbono do México ao Qatar

No caso dos mexicanos, para chegar ao Qatar, é preciso fazer pelo menos uma escala. Existem diferentes alternativas, e uma delas passa pela cidade de Madri.

Neste caso, o cálculo pode ser feito para uma viagem para uma pessoa, em classe econômica, de ida e volta do Aeroporto Internacional da Cidade do México (MEX) com escala no Aeroporto Internacional Adolfo Suárez Madrid-Barajas (MAD) para o Aeroporto Internacional de Hamad (DOH) em Doha, capital do Qatar.

Para este caso, a calculadora revela que a aeronave percorre uma distância de 28 776 quilômetros e consome 195 915 quilos de combustível, durante todo o trajeto (ida e volta com escala).

Por sua vez, o dióxido de carbono (CO2) liberado na atmosfera por pessoa durante a viagem é de 1442 quilos.

Calculadora de pegada de carbono da México ao Qatar. 

Foto de National Geographic
Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Viagem
Campeonato Mundial 2022: qual é o impacto ambiental da viagem desde a Colômbia?
Viagem
Campeonato Mundial 2022: qual é o impacto ambiental da viagem desde a Argentina?
Viagem
Campeonato Mundial 2022: qual é o impacto ambiental da viagem desde o Brasil?
Viagem
Confira 6 dicas para que sua próxima viagem à praia seja mais sustentável
Viagem
Jalapão se adapta aos novos tempos para manter turismo na pandemia

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados