O arco-e-flecha sobre cavalos volta a ganhar popularidade, mas como esporte

A prática não é mais apenas um método de caça ou uma estratégia de batalha, e o regime de treinos dos atletas é intenso.

Publicado 25 de mai. de 2018 11:24 BRT
Arco e flecha montado a cavalo volta a se popularizar como esporte

UM ANTIGO ESPORTE está de volta entre as gerações mais jovens.

A arquearia montada, uma tradição com origens em impérios como o otomano e o mongol, vem ganhando popularidade novamente na Indonésia. Enquanto os antigos guerreiros utilizavam a prática de atirar arcos de cima de um cavalo para a caça e o combate, seu reaparecimento foi mais amigável: arqueiros de diferentes países passam por um intenso regime de treinamento para competirem nacional e internacionalmente.

O esporte envolve atirar flechas em um alvo enquanto cavalgam. Acertar o alvo com as flechas já é complicado o bastante com o atleta de pé ou sentando em uma base imóvel, mas quando o arqueiro está em cima de um cavalo, isso requer ainda mais equilíbrio, muita coordenação e uma conexão entre o cavalo e seu cavaleiro.

A arquearia montada era utilizada por muitas culturas antigas em todo o mundo, incluindo os indígenas americanos, nômades europeus e impérios asiáticos. Ela é representada em imagens e textos de diversas culturas há milênios, e continuou sendo utilizada até o desenvolvimento da pólvora e das armas de fogo. Com as armas cada vez mais populares, o uso do arco e flecha se tornou menos vantajoso, e a arquearia montada foi abandonada como estratégia no campo de batalha.

Com comunidades começando a homenagear seus antepassados e sua história ao explorarem tradições antigas, como a Mongólia, e após o esporte aparecer na cultura pop através de franquias como Jogos Vorazes, jovens atletas voltaram a se interessar.

Tanto homens quanto mulheres estão participando do ressurgimento do esporte na Indonésia. Um grupo de mulheres no país que luta pela quebra de estereótipos religiosos e de gênero até tentou praticar o esporte enquanto usavam suas nicabes, um traje religioso que cobre suas faces.

Bambang Minarno, que participou da competição exibida no filme mencionado acima, disse à Newsflare que o esporte requer treinamento extensivo.

“Todo o movimento do arqueiro é feito sem usar os olhos” ele disse. “Isso vai desde os movimentos para pegar as flechas, colocá-las no arco e controlar o cavalo sem olhar. A sensibilidade e a técnica devem ser treinadas.”

Continuar a Ler

explorar vídeos

Viagem e Aventura0:48

Pegue uma carona na maior tirolesa do mundo

Você também pode se interessar

Cultura
Mulheres buscam igualdade em esporte tradicional do Taiti
Viagem
Jalapão se adapta aos novos tempos para manter turismo na pandemia
Viagem e Aventura
Pegue uma carona na maior tirolesa do mundo
Viagem e Aventura
Corridas de 100 milhas estão mais populares do que nunca nos EUA
Viagem e Aventura
Conheça a Cordilheira Branca, o "Himalaia" peruano

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados