Vídeos

Sucuri estrangula macho embaixo d'água

Um comportamento raro das sucuris é registrado pela primeira vez no Planalto da Bodoquena, MS, pelo fotógrafo Luciano Candisani. Quinta-feira, 26 Outubro

Por Luciano Candisani

Alguns dos rios mais impressionantes no mundo correm pelo Planalto da Bodoquena, no Mato Grosso do Sul. As águas são quase tão claras quanto o ar, a tal ponto que os peixes parecem “voar” sobre jardins submersos espalhados por leitos de areia calcária branca. Esses ambientes de beleza estonteante funcionam como janelas para a observação de espécies normalmente ocultas pela turbidez natural da maioria das bacias hidrográficas. Até mesmo grandes mamíferos, como as antas, podem ser vistos em frequentes incursões subaquáticas. Elas andam no fundo com desenvoltura – não me lembro de ter visto cena mais inusitada em um mergulho.

A fêmea de sucuri-verde estrangula o seu parceiro após a cópula. A espécie pode chegar a 10 metros de comprimento. Esta, medida pelo biólogo Daniel De Granville com um cordão, tinha 7. “E mais 20 centímetros se considerarmos a língua”, completa ele.

Continuar a Ler