Por que a girafa tem um pescoço tão longo? Conheça essa e outras curiosidades do animal

Desde o nome científico até sua forma de dormir, a girafa possui algumas peculiaridades. Descubra outras de suas características.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 21 de jun. de 2023, 11:17 BRT
Um grupo de girafas reticuladas navega em uma floresta.

Um grupo de girafas reticuladas navega em uma floresta.

Foto de David Chancellor

A girafa (Giraffa camelopardalis) é o animal mais alto do mundo. Isso porque ela pode atingir até 5,7 metros de altura, do chão até os chifres, como informa a African Wildlife Foundation (AWF), uma organização que trabalha em todo o continente africano protegendo a vida selvagem.

Mas esse não é o único fato que torna o mamífero africano um animal maravilhoso. A National Geographic reuniu algumas de suas características mais peculiares.

O nome científico das girafas tem uma origem curiosa

Fisicamente, as girafas se destacam por uma pequena corcova nas costas, semelhante aos camelos, e por um padrão de manchas semelhante ao leopardo. Por esse motivo, por muito tempo os animais foram conhecidos como camelo-leopardos. Daí vem o nome científico do animal: Giraffa camelopardalis, segundo informações da Aliança de Vida Selvagem do Zoológico de San Diego, uma organização internacional sem fins lucrativos voltada para a conservação animal.

Por que as girafas têm um pescoço tão longo

O pescoço das girafas pode atingir um comprimento de 2,4 metros. Até agora, acreditava-se que isso era resultado de um processo evolutivo para alcançar as folhas mais altas das árvores. No entanto, há outra explicação para o comprimento do seu pescoço.

Em um artigo publicado na revista Science, em 2022, um grupo de pesquisadores descreveu um fóssil incomum de um ancestral da família das girafas do Mioceno inicial (há cerca de 16,9 milhões de anos) chamado Discokeryx xiezhi.

O fóssil foi encontrado no norte da China e apresenta uma morfologia peculiar da cabeça e do pescoço. Conforme descrito pelos autores, essa diversidade provavelmente estava relacionada a um comportamento de combate extremo de cabeçadas. Eles sugerem que a seleção para esse tipo de combate também desempenhou um papel na formação dos pescoços longos do grupo.

(Interessante: Dia Mundial do Leão: 5 fatos curiosos sobre o rei da selva)

As girafas têm chifres?

Giraffa camelopardalis tem protuberâncias ósseas cobertas de pele e pêlos em sua cabeça. Segundo a AWF, elas servem para proteger a cabeça contra lesões. Em geral, elas têm apenas um par de chifres, embora os machos possam desenvolver um segundo par.

Uma girafa caminha entre flores silvestres.

Foto de Thomas P. Peschak

As girafas são sociáveis e vivem em grupos

As girafas são animais sociais e vivem em manadas abertas e instáveis, com cerca de 10 a 20 indivíduos, embora já tenham sido observados grupos com até 70 integrantes, revela o Animal Diversity Web (ADW), um banco de dados online de história natural da Universidade de Michigan, Estados Unidos.

As manadas podem ser compostas apenas por fêmeas, apenas por machos, por fêmeas com filhotes ou por uma mistura de sexos e idades. Dentro da manada, as girafas entram e saem à vontade, embora observações indiquem que as fêmeas são mais sociáveis, reconhece o ADW.

(Veja também: Dia Mundial do Elefante: 6 fatos curiosos sobre os maiores mamíferos terrestres)

A dieta das girafas é mais variada do que você pensa

A comida favorita das girafas são as folhas das acácias. Mas elas também se alimentam de outras folhagens, flores, vagens de sementes e frutas. Em áreas onde o solo da savana é salgado ou rico em minerais, elas também podem comer terra, informa a instituição de Michigan.

Uma girafa adulta macho pode consumir cerca de 60 kg de comida por dia. Entretanto, quando não encontram comida de boa qualidade, elas conseguem sobreviver com apenas 7 kg diários, diz o ADW. Além disso, elas não precisam beber água com frequência, por isso só a consomem quando está disponível, o que lhes permite sobreviver em áreas com escassez de líquido.

As girafas descansam em pé

De acordo com o ADW, as girafas costumam dormir no chão. Quando o fazem, apoiam a cabeça nas costas, formando um arco com o pescoço. No entanto, essa postura as deixa vulneráveis a ataques. Por isso, elas também podem dormir em pé, com os olhos entreabertos e as orelhas em movimento. 

Qual é o estado de conservação das girafas

Atualmente, as girafas são consideradas como vulneráveis à extinção, de acordo com a classificação da Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês).

A entidade reconhece que esses animais enfrentam quatro ameaças principais: perda de habitat (devido ao desmatamento, à conversão do uso da terra, à expansão das atividades agrícolas e ao crescimento da população humana); conflitos civis; caça ilegal; e mudanças ecológicas.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados