5 hábitos para melhorar a postura corporal

A postura impacta no posicionamento dos ossos da coluna vertebral e no equilíbrio do corpo. Quando incorreta, ela pode causar dores e outros problemas de saúde.

Um quiroprático trata os atletas com uma abordagem prática. Phoenix, Arizona, Estados Unidos.

Foto de Lynn Johnson
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 22 de nov. de 2022 14:48 BRT

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot) explica que a postura pode ser definida como o posicionamento do conjunto de ossos e articulações do corpo e é responsável por fornecer equilíbrio e estabilidade corporal. 

Manter a postura corporal correta é fundamental para o funcionamento adequado de alguns órgãos, define a Sbot. Uma postura inadequada pode causar dores e afetar a circulação e o sistema respiratório. Por isso mesmo, National Geographic separou algumas recomendações para melhorar a postura. 

(Relacionado: Como o estresse afeta o corpo?)

1. Atenção com carregar peso em excesso

Segundo a Sbot, o excesso de peso – principalmente de mochilas usadas nas costas, como as escolares – pode mudar a postura. Isso faz com que a pessoa ande mais curvada, encurta os músculos do peito e enfraquece aqueles das costas. 

Nesse sentido, o órgão médico recomenda não carregar mais de 10% do seu peso corporal na mochila e sempre levá-la com as duas tiras no ombro, de forma ajustada ao corpo. 

2. Cuidar da postura durante o trabalho ou estudo em casa

Passar muito tempo sentado na frente do computador, seja no home office ou estudando em casa, pode causar dores nas costas e até lesões em músculos, tendões, articulações, ligamentos, ossos, nervos e no sistema vascular. 

Para evitar isso, a Sbot recomenda ficar atento à postura, usando cadeiras com encosto adequado e que o posicionamento das pernas fique à 90º em relação à coluna, com os pés apoiados no chão. Além disso, os punhos devem ficar em posição reta ao digitar. Isso possibilita que a pressão e o peso corporal sejam corretamente distribuídos pela região do quadril.

Uma instrutora de ioga ministra um workshop sobre imunidade em seu estúdio. Nairobi, Quénia.

Foto de Nichole Sobecki

3. Como evitar a corcunda de celular

O uso excessivo de celular é uma grande preocupação para a postura correta. A Sbot diz que quando a pessoa fica muito tempo debruçada para frente, olhando a tela do celular, o peso da cabeça impacta mais na coluna cervical (pescoço). Isso causa dores nas regiões da coluna, dos ombros, dos braços e ainda pode deixar a pessoa corcunda. 

A recomendação da sociedade é usar o celular com a tela mais próxima da altura dos olhos, evitando inclinar a cabeça para frente. 

4. Melhor postura para dormir 

A Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) traz recomendações também sobre as melhores posições para a coluna na hora de dormir

Segundo a SBC, dormir de lado é a posição que menos gera pressão sobre a coluna vertebral. Além disso, o travesseiro deve ser alto o suficiente para alinhar a lombar, a coluna e o pescoço. A sociedade também recomenda o uso de um travesseiro de corpo posicionado entre as pernas como um apoio extra.

Para quem gosta de dormir com a barriga para cima, a SBC recomenda usar um travesseiro de corpo sob os joelhos, deixando a coluna em uma posição mais estável e confortável.  

5. Fortalecer a musculatura

Por fim, a sociedade de ortopedia alerta que fazer atividade física regularmente fortalece a musculatura da coluna e melhora o suporte do peso da cabeça, evitando dores e desvios da coluna.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Ciência
Quando e por que é comemorado o Dia Mundial do Diabetes?
Ciência
Dia Mundial do Diabetes: três histórias para saber como é viver com a doença
Ciência
O que é a depressão?
Ciência
Síndrome de burnout: sintomas, tratamentos e como é enfrentar a doença
Ciência
O que é DPOC e quais são suas principais causas?

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados