Estes são os fungos mais perigosos para os humanos

Os fungos são responsáveis por 1,7 milhão de mortes anuais e estão cada vez mais resistentes aos tipos de tratamentos existentes, alerta a OMS.

Por Redação National Geographic
Publicado 14 de fev. de 2023, 14:42 BRT
De acordo com a OMS, os fungos são causa crescente de infecções e estão ficando cada ...

De acordo com a OMS, os fungos são causa crescente de infecções e estão ficando cada vez mais resistentes aos tratamentos.

Foto de Matthew J. Cicanese

Alguns tipos de fungos são considerados uma grande ameaça à saúde pública. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estes seres, que têm um reino biológico próprio, são causa crescente de infecções e estão ficando cada vez mais resistentes aos tratamentos

No mundo todo, os fungos são responsáveis pela morte de 1,7 milhão de pessoas ao ano, de acordo com a OMS. Além disso, também causam mais de 150 milhões de infecções graves, que geralmente afetam pacientes internados em hospitais ou indivíduos com imunidade comprometida (idosos, pessoas que fizeram transplantes ou estão em tratamento contra o câncer, por exemplo), esclarece a OMS. 

(Você pode se interessar: Poderia um fungo parasita evoluir e transformar humanos em zumbis?)

A OMS lançou, em 2022, uma lista com os fungos que mais ameaçam a saúde humana e que devem ser prioridade para a pesquisa e desenvolvimento de novos tratamentos. 

Fungos que mais ameaçam a saúde pública

No documento,  os fungos foram divididos em três grupos de prioridade: crítica, alta e média. Entenda um pouco mais sobre os patógenos classificados como críticos, os mais perigosos para a humanidade no momento: 

(Veja também: Uma surpresa psicodélica pode estar prosperando em seu jardim)

Aspergillus fumigatus 

Presente no ar, no solo e nas mucosas nasais de animais e humanos, é um dos fungos mais encontrados em hospitais. A principal porta de entrada do fungo no organismo é por inalação dos esporos, que podem seguir para o pulmão e corrente sanguínea.  

A infecção por este fungo, chamada de aspergilose, é uma doença oportunista, ou seja, se desenvolve em indivíduos com a imunidade reduzida. Por isso é um dos fungos mais perigosos em hospitais. Os sintomas mais comuns da aspergilose são tosse persistente com presença de catarro ou sangue, dificuldade ao respirar, dor no peito, febre acima de 38°C e perda de peso. Em casos extremos pode levar à morte. 

Candida albicans 

Vive em nosso organismo sem causar nenhum problema e é comumente encontrada no intestino, na boca, nos órgãos sexuais e na pele. Mas, quando a imunidade baixa, esse fungo gera infecções como a candidíase vaginal. Em pessoas imunocomprometidas, o fungo pode causar fibrose pulmonar e tumores benignos.

Cryptococcus neoformans

Este fungo é encontrado em solo com fezes de pássaros, principalmente de pombos. A forma de contágio é por inalação dos esporos, e os sintomas associados são dores de cabeça e confusão, tosse, peito dolorido e feridas na pele

Além disso, o fungo também pode causar infecção no cérebro, o que pode levar à morte. Este fungo é encontrado no mundo todo e é um dos microrganismos que mais causam doenças em pessoas com HIV/Aids. Cerca de  180 mil óbitos por ano são atribuídos a este fungo, segundo a OMS. 

Candida Auris 

Segundo a OMS, este fungo se mostra resistente aos antifúngicos comuns, sendo classificado como um superfungo, por isso, gera uma grande preocupação. Além da resistência medicamentosa, o C. auris apresenta tolerância a temperaturas elevadas de 37°C a 42°C e pode sobreviver fora do hospedeiro humano por longos períodos de tempo, o que potencializa a capacidade de transmissão. 

Este fungo é responsável por infecções sanguíneas que podem ser fatais. Ele habita principalmente o ambiente hospitalar, onde tem potencial de se espalhar rapidamente e provocar surtos com altas taxas de mortalidade, podendo chegar a 60%, segundo a OMS. 

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Ciência
Quais benefícios o mel traz para a saúde?
Ciência
Greta Thunberg reflete sobre viver em meio a múltiplas crises em uma ‘sociedade da pós-verdade’
Meio Ambiente
Como o mercúrio contamina o meio ambiente e quais as consequências
Meio Ambiente
O que é a restauração de ecossistemas: exemplos de resiliência da biodiversidade na América Latina
Meio Ambiente
As 3 regiões com mais terremotos do mundo

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2023 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados