Fotografia

Senhoras coreanas mergulham para manter cultura centenária

O encontro entre as mulheres Haenyo e o fotógrafo colaborador da National Geographic Luciano Candisani rendeu um documentário ano passado. Agora, os retratos integram exposição inédita em São Paulo.segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Por Redação National Geographic
ver galeria

Registrar a história de um grupo de mulheres que vive do mar: eis a missão da jornada de Luciano Candisani. O premiado fotógrafo brasileiro viajou à Ilha de Jeju, na Coreia do Sul, onde se encontram as haenyeo, ou “mulheres do mar”. O trabalho diário dessas heroínas traz a consciência para uma necessidade vital dos tempos modernos: a sustentabilidade.

Corajosas, elas seguem uma tradição secular: mergulham utilizando apenas o ar dos seus pulmões para colher frutos do mar. É assim, sem causar danos ao meio ambiente, que ganham dinheiro para criar os seus filhos e sustentar as suas famílias. Apesar das idades avançadas, as haenyeo permanecem até cinco horas seguidas na água – o que representa um desafio físico imenso para Candisani poder fotografá-las em ação. “Algumas mergulhadoras têm mais de 90 anos de idade”, conta Candisani. “Ao mergulhar com elas, senti que a força necessária para esse trabalho não vem dos seus corpos frágeis, mas de um conhecimento lapidado por gerações.”

Em Jeju, o fotógrafo investiga a cultura local e descobre que essa comunidade tradicional está em risco de desaparecer: os mais jovens não são suscetíveis a seguir a profissão das suas mães. Como podem deixar de existir no futuro, as mulheres do mar foram reconhecidas pela Unesco como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Nessa expedição, Candisani busca uma motivação criativa única para revelar, através das suas lentes, uma incrível história de preservação cultural e responsabilidade ambiental.

As viagens à ilha – que já renderam um documentário, Haenyeo: a Força do Mar, dirigido por Lygia Barbosa da Tru3lab – agora são tema de exposição produzida pela editora Vento Leste em São Paulo. Parte da programação do FOTO MIS 2019, Haenyeo, Mulheres do Mar abre dia 31 de agosto no Museu da Imagem e do Som com entrada gratuita no dia de abertura.

Data: 31/agosto a 13/outubro, 2019
Abertura da exposição (entrada gratuita): 31/agosto, sábado, das 10h às 20h.
Terça a sábado – 10h às 20h
Domingos e feriados – 10h às 18h
Visita guiada com o fotógrafo Luciano Candisani: 31/agosto, sábado, às 11h.

Depois de duas viagens a Jeju, na Coreia do Sul, o fotógrafo colaborador da National Geographic Luciano Candisani lança o livro e a exposição Haenyeo: Mulheres do Mar. A abertura da mostra terá uma visita guiada com o fotógrafo no sábado, 31 de agosto, às 11h, no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo (SP).
Continuar a Ler