O que é o amor segundo Platão?

O filósofo e matemático grego escreveu sobre diversos temas imateriais, entre eles, o amor. Saiba como ele o definiu.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 14 de dez. de 2022 15:13 BRT
Um casal aprecia o pôr do sol sobre o Mowani Mountain Camp em Twyfelfontein, Namíbia, durante ...

Um casal aprecia o pôr do sol sobre o Mowani Mountain Camp em Twyfelfontein, Namíbia, durante sua viagem de lua de mel. Twyfelfontein, Namíbia.

Foto de Matt Moyer

Platão foi um filósofo e matemático do período clássico da Grécia Antiga, autor de diversos diálogos filosóficos. Em alguns deles, o estudioso reproduzia as conversas que outro filósofo – no caso, Sócrates – tinha com certos cidadãos gregos, por meio das quais exprimia suas ideias. Em um desses diálogos, chamado de “O Banquete”, Platão expôs aquilo que seria sua doutrina sobre o que é o amor. 

(Relacionado: O que é a ética e por que ela é importante?)

Em “O Banquete”, Platão escreve sobre esse encontro grego típico no qual o anfitrião Agatón, um poeta que havia triunfado em um concurso literário, propõe um elogio ao deus Amor como entretenimento. 

No panteão dos gregos antigos, Amor é chamado de Eros, como explicam informações da Organização Internacional Nova Acrópole, instituição  dedicada ao estudo da filosofia e fundada em 1957, em Buenos Aires, pelo professor historiador e filósofo Jorge Angel Livraga Rizzi, e que atua em 50 países, incluindo o Brasil.

Ainda segundo o ensaio de Platão, cada um dos convidados expõe sua visão de Eros. Já a visão de Platão, passada através do discurso de Sócrates, é que o amor não pode ser um deus e, sim, um ser intermediário. Isso porque, para ele, quem ama deseja algo que não tem, logo o amor é uma carência, não sendo nem bom nem mau, nem belo nem feio, nem sábio nem ignorante, ele é uma potência que se situa entre o divino e o humano.

(Veja também: O que é a felicidade segundo Aristóteles?)

Segundo a Nova Acrópole, a ideia de Sócrates e, em sucessão, de Platão é a de que o amor é o caminho, o nexo de união com isso que a humanidade chama “perfeito e divino”. “Ele serve como conexão e comunicação que enchem o vazio que existe entre o visível e o invisível”, explica o site da instituição sobre o conceito. 

O que é o amor platônico

Ainda dentro do conceito de amor, se tornou bastante comum a expressão “amor platônico”. Seu significado está ligado ao de um amor que não é correspondido ou se mostra inalcançável, e está conectado com o que dizia Platão. 

Para a organização de filosofia internacional, a expressão “amor platônico” também pode ser entendida, até hoje, como o amor espiritual, o amor que transcende. “É o amor impossível, como dizem, mas na realidade é exatamente o amor que torna possível o impossível e que nos faz sentir irmãos acima das diferenças”, diz a instituição. 

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Ciência
O que Freud diz sobre o amor na psicanálise
Ciência
O que acontece com o cérebro quando nos apaixonamos
História
Dicas para manter a motivação pessoal
História
O que é o bullying?
História
Quais são os transtornos de ansiedade

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados