Qual é o significado das pirâmides do Egito

As construções de pedra foram criadas para integrar um complexo de edifícios ligados à crença e aos costumes do povo egípcio.

Um homem mostra aos turistas uma fotografia nas Pirâmides de Gizé, no Egito.

Foto de ALEX MAJOLI MAGNUM PHOTOS
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 19 de jan. de 2023 10:14 BRT

As tão conhecidas pirâmides egípcias foram construídas em uma época em que o Egito era uma das civilizações mais ricas e poderosas do mundo, há mais de quatro mil anos. O propósito dessas construções, que eram grandiosas como no caso das pirâmides de Gizé, tinha uma relação íntima com a prosperidade do povo egípicio, além de também estarem ligadas à religião e à cultura.

Isso é o que explica Miroslav Verner, egiptólogo tcheco, especializado em História e arqueologia do Egito Antigo, em seu livro “As Pirâmides: O Mistério, a Cultura e a Ciência dos Grandes Monumentos do Egito” (Editora Groove Press, 2002). 

Segundo o especialista, as pirâmides tinham como objetivo maior servir de tumba para pessoas importantes ou ricas do Egito e, principalmente, para seus reis, os faraós. Segundo a crença da época, ainda que todos fossem recebidos igualmente pelo deus Osíris e seu tribunal após a morte, os reis tomavam um caminho diferente para o pós-vida. “O faraó era o deus que vivia entre os humanos na Terra e, depois de sua morte, ele retornava aos deuses”, explica Verner. 

(Relacionado: As 6 múmias mais famosas do mundo)

Em suma, as pirâmides eram um símbolo do quão importante, poderosa e rica a pessoa que seria enterrada havia sido. De acordo com o Museu de História Natural do Smithsonian (nos Estados Unidos), além da construção dos próprios monumentos, as pirâmides compunham um complexo de edificações funerárias, que incluíam templos, capelas e outras tumbas. 

Ainda segundo o Museu, o tamanho e nível de elaboração tanto da pirâmide quanto do complexo em volta representavam a importância da pessoa pública naquele contexto sociocultural. No caso de um faraó, enaltecia a força política que ele teve durante seu reinado em vida.

(Veja também: Mergulho sob as pirâmides: sarcófago de faraó negro de 2 mil anos está submerso e parece intocado)

Vista das pirâmides de Gizé, no Egito. África.

Foto de SHUTTERSTOCK

Qual foi a primeira pirâmide do Egito

De acordo com o Smithsonian, as pirâmides não foram os primeiros túmulos dos reis egípcios. O lugar de descanso dos primeiros faraós eram montes de forma trapezoidal chamados mastabas, diz o Smithsonian.

Por volta de 2780 a.C., Imhotep, arquiteto do rei Djoser (o segundo faraó da Terceira Dinastia do Império Antigo) construiu o que acredita-se ser a primeira pirâmide egípcia. Segundo explica o Museu de História Natural, o arquiteto colocou seis mastabas empilhadas, uma menor do que a outra, para formar uma pirâmide de degraus. 

Esta pirâmide está localizada na margem ocidental do rio Nilo, em Sakkara, perto da cidade de Memphis. Tal como as pirâmides posteriores, a construção conta com várias salas e passagens, além da câmara funerária do rei.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

História
A história do cavalo de Troia é real?
História
Fato ou ficção: como eram os verdadeiros vikings?
História
O que é o Dia dos Mortos?
História
Egito antigo: quem foi o rei Tut?
História
No Antigo Egito, até barcos tinham suas próprias tumbas

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados