Saiba 5 fatos curiosos relacionados à história do Titanic

Desaparecimento do submarino Titan e novas descobertas sobre o Titanic trazem de volta aos holofotes a trágica história do maior navio construído no começo do século 20, e que naufragou logo em sua primeira viagem.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 20 de jun. de 2023, 13:53 BRT
A proa do Titanic avança em direção ao fundo do mar.

A proa do Titanic avança em direção ao fundo do mar.

Arte de RAYMOND WONG

O desaparecimento do submarino Titan nas profundezas do Oceano Atlântico reavivou a história do trágico naufrágio do Titanic. Este artigo aborda algumas curiosidades do naufrágio que chocou o mundo

No início do século 20, o Royal Mail Ship (RMS) Titanic,  – ou simplesmente Titanic – embarcação construída na Grã-Bretanha, se tornou o maior navio transatlântico já feito no mundo e era considerado, na época, o maior objeto em movimento feito pelo homem.  

A informação é da RMS Titanic, Inc., a empresa responsável pela recuperação e preservação dos destroços do naufrágio do Titanic, que se tornou um dos acontecimentos mais marcantes da história moderna. 

Após se chocar com um iceberg, o Titanic naufragou sem completar sua primeira viagem transatlântica, em 1912. Os destroços se encontram a aproximadamente 740 quilômetros de Terra Nova, uma ilha pertencente ao Canadá, em pleno Oceano Atlântico, de acordo com a Enciclopédia Britannica (plataforma de ensino e educaça6o do Reino Unido).

O dia 14 de abril de 2023 marcou os 111 anos do trágico acidente que resultou na perda de 1500 vidas a bordo do navio. Com sua ascensão e queda imortalizadas no cinema, o Titanic ainda é cercado de descobertas por fazer. 

Conheça, a seguir, cinco fatos curiosos relacionados ao navio e listados por National Geographic: 

1. Um colar feito com dente de megalodonte achado no Titanic

Os destroços do naufrágio do Titanic ainda estão sendo explorados e, em notícias mais recentes, uma publicação da National Geographic Espanha afirma que a Magellan Ltd, empresa especializada em pesquisa em águas profundas, recuperou uma jóia decorada com um afiado dente de um tubarão pré-histórico, o megalodonte

A descoberta, feita em junho de 2023, ainda não revelou a quem pertencia essa jóia e a equipe de pesquisa está tentando resolver esse mistério utilizando novas ferramentas de inteligência artificial disponíveis.

101 | Titanic
Um iceberg, erros humanos e a confiança infundada na segurança do navio levaram o RMS Titanic e a maioria de seus passageiros a um fim trágico.

2. Uma das chaminés do Titanic era falsa

O Titanic tinha a bordo quatro chaminés (estruturas principais do navio para expelir fumaça e resíduos do motor e das caldeiras), das quais apenas três cumpriam sua função original, de acordo com a RMS Titanic, Inc. A quarta chaminé era falsa. 

A montagem não passava de um adorno construído para ostentar a grandiosidade do projeto marítimo e, na verdade, funcionava como uma ventilação que conectava a sala de máquinas ao exterior. Todas essas curiosidades puderam ser comprovadas mesmo após o naufrágio do navio em 1912.

3. Os jornais não acreditaram que o Titanic tinha afundado

Quando o acidente começou a ser divulgado nos diferentes jornais ao redor do mundo, as manchetes indicavam que o navio não tinha afundado e que os passageiros estavam sendo rebocados para terra firme, conforme informa o site da RMS Titanic, Inc. Além disso, a White Star Line, empresa responsável pela construção da embarcação, não enfrentou acusações pelo naufrágio, na época, devido uma decisão do British Board of Trade, organismo governamental do Reino Unido preocupado com o comércio e a indústria. 

Segundo o órgão, as reivindicações financeiras contra a empresa prejudicariam a reputação dos transportes marítimos britânicos e beneficiariam a concorrência dos transatlânticos franceses e alemães da época.

As manchetes dos jornais detalham o trágico naufrágio do RMS Titanic que, após ser considerado inafundável, ...

As manchetes dos jornais detalham o trágico naufrágio do RMS Titanic que, após ser considerado inafundável, fez exatamente o oposto em sua primeira e única viagem.

A manchete em inglês diz: "Titanic está em apuros: passageiros sendo evacuados por barcos, vários vapores esperando. Primeiros relatos do desastre de um gigante transatlântico na costa de Newfoundland. Poucos detalhes."

Foto de Joseph H. Bailey

4. Qual era a temperatura da água no momento do naufrágio do Titanic

Ainda segundo a RMS Titanic, Inc., a temperatura média da água no momento em que o Titanic se partiu em pedaços no oceano era de aproximadamente -2°C. Portanto, lutar contra o frio nadando ou se movimentando dentro da água a fim de sobreviver com um colete salva-vidas foi algo em vão devido às altas chances de hipotermia ou ataque cardíaco por causa da temperatura. 

Atualmente, não há vestígios dos falecidos no acidente pois, além da erosão e a passagem do tempo, seus restos também foram devorados por peixes e crustáceos.

5. Quais objetos exóticos estavam a bordo do Titanic

Muitas jóias e artefatos foram recuperados pela RMS Titanic, Inc. durante suas expedições em alto-mar até o local do naufrágio do transatlântico. No entanto, a empresa responsável pelo projeto informa que, entre ouro e porcelanas chinesas, foi achada uma cópia original do livro "The Rubaiyat of Omar Khayyam", uma seleção de poemas escritos em persa e atribuídos a Omar Caiam, um poeta, matemático e astrônomo da Pérsia, adornado com 1050 pedras preciosas e coberto de ouro.

Além disso, havia um carregamento de 76 caixas de "Sangue de Dragão". Essa substância é uma seiva de palmeira nativa das Ilhas Canárias, usada para tingir verniz de madeira e produtos estéticos.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados