Pau-Brasil: qual é sua história e importância

A árvore que é uma das espécies mais representativas da flora brasileira está ameaçada de extinção por conta de séculos de extração predatória.

Por Redação National Geographic Brasil
fotografias de Yuri Tavares Rocha
Publicado 28 de dez. de 2022 09:03 BRT
Floresta de pau-brasil na Reserva Biológica Saltinho, localizada no estado de Pernambuco, na região da Zona ...

Floresta de pau-brasil na Reserva Biológica Saltinho, localizada no estado de Pernambuco, na região da Zona da Mata, que protege um importante fragmento da Mata Atlântica. A espécie foi considerada extinta até ser redescoberta no estado em 1928.

Foto de Yuri Tavares Rocha

O pau-brasil (Caesalpinia echinata ou Paubrasilia echinata) é uma árvore endêmica da Mata Atlântica e nativa da região litorânea brasileira, ocorrendo desde o sudeste do país até a região do Rio Grande do Norte.

Segundo o artigo “Ibirapitanga: História, Distribuição geográfica e Conservação do Pau-brasil do Descobrimento à Atualidade”, escrito pelo engenheiro agrônomo Yuri Tavares Rocha, doutor em geografia e professor da Universidade de São Paulo (USP), a árvore é uma das espécies mais representativas da flora brasileira e tem grande importância histórica para o país. 

Pau-brasil: a árvore vermelha como brasa

Segundo o trabalho de Rocha, durante os primeiros anos da ocupação portuguesa no território onde hoje é  o Brasil, as árvores de pau-brasil estavam entre as muitas espécies de animais e vegetais que chamaram a atenção dos colonizadores por não existirem na Europa. O principal motivo para isso foi o interior avermelhado das toras da planta. 

Isso porque, a madeira podia ser usada para a fabricação de um corante vermelho potente e de alta qualidade. Na época, a tintura nesta cor era difícil de ser obtida, o que dava ao tom um significado de luxo. 

Assim, os troncos vermelhos das novas terras da América logo se tornaram um item cobiçado no mercado europeu e se tornaram a  primeira grande motivação da ocupação portuguesa no Brasil, segundo Rocha.

Tronco de Pau Brasil.

Foto de Yuri Tavares Rocha

A tinta vermelha também tem relação com o nome do país. A árvore era chamada pelos europeus de “Bresil”, segundo Rocha, que quer dizer “vermelho como brasa”. 

À medida que cada vez mais naus chegavam ao Velho Continente carregados de “bresil”, à relevância comercial acabou por influenciar o nome de seu território de origem. E, assim, as terras portuguesas na América ficaram conhecidas como Brasil. 

Pau-brasil: uma espécie ameaçada de extinção

O protagonismo do pau-brasil como matéria-prima para o corante seguiu do século 16 até o início do século 19. Nesse período, estimam-se que cerca de 500 mil toras de pau-brasil foram enviadas à Europa, diz o artigo. 

Por conta dessa exploração predatória, em conjunto com o desmatamento da Mata Atlântica, o pau-brasil chegou próximo à extinção. Segundo Rocha, no século 20 ele passou a ser considerado extinto, até ser redescoberto por populações nativas em Pernambuco, em 1928. 

Atualmente a árvore segue ameaçada de extinção e não há estimativas de quantos exemplares nativos sobram na Mata Atlântica brasileira.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Meio Ambiente
Pau-brasil: no dia da árvore, 6 curiosidades sobre a espécie que batizou um país
Meio Ambiente
Por que ‘miniflorestas’ estão surgindo nas grandes cidades
Meio Ambiente
Flor nunca antes documentada desabrocha em uma das árvores mais raras do mundo
Meio Ambiente
As 3 regiões com mais terremotos do mundo
Meio Ambiente
O que é um terremoto?

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados