Explore o castelo de Frankenstein na Alemanha

A história desse famoso monstro, publicada pela primeira vez há 200 anos, é um misto de mito e realidade.Thursday, October 18, 2018

Por Brad Scriber
Esse castelo no sul de Hesse, Alemanha, inspirou diversas lendas desde o século 17.

Da cidade de Gernsheim, na margem leste de uma curva indiferente do Rio Reno, na Alemanha, já foi possível observar as enormes torres e o telhado de ardósia do castelo de Frankenstein, localizado no topo de uma colina a 16 quilômetros dali. No ano de 1814, alguns dias após o seu aniversário de 17 anos, Mary Shelley muito provavelmente olhou para cima e ficou observando a fortaleza durante as muitas horas em que o casal descansava na cidade. Ela e Percy Bysshe Shelley, seu marido, fugiram naquela época para a França e Suíça para se casar. Mas, como acabaram gastando mais do que deveriam, voltaram para a Inglaterra de barco pela Alemanha.

Durante a parada de três horas que fizeram em Gernsheim, o casal provavelmente não caminhou até o pico da colina, mas é possível que ela tenha escutado histórias apavorantes do alquimista e físico Johann Konrad Dippel, nascido no castelo. Dippel inventou um óleo de origem animal no qual afirmava ser um remédio universal e formulou uma teoria sobre a transferência de almas entre defuntos com a ajuda de um funil.

[Leia sobre o Castelo de Drácula na Transilvânia].

Embora existam poucas provas concretas de que Dippel serviu como inspiração para o romance, as coincidências são assustadoras. Por outro lado, o ambiente social em que Shelley foi criada tem uma relação com Benjamin Franklin, cujos experimentos com a eletricidade provavelmente serviram de inspiração para o processo de trazer o monstro para a vida. Já a ligação com o anatomista Erasmus Darwin é aquela de que se tem mais certeza de todas, pois ele é citado na introdução da versão original do romance afirmando que o conto gótico “não é impossível de ter ocorrido”. O romance completa neste ano 200 anos de publicação.

ver galeria

Visite o castelo hoje mesmo: com uma viagem curta ao sul de Frankfurt é possível subir até a torre e jantar no pátio, ambos com uma vista do vale que fica logo abaixo. Prepare-se para se tornar a companhia de bom coração que o monstro do romance tanto desejava.

O cardápio tem opções para crianças e pratos veganos, além de uma versão não alcóolica da típica bebida Frankensteiner, para garantir que sua viagem de volta na sinuosa estrada seja feita com segurança. Não deixe de visitar a capela, lá é possível ver uma noiva de bom coração.

Se estiver no clima de assassinato e caos que o monstro deixou no mundo que o rejeitou, desça as escadas até o teatro-restaurante e assista a produções em alemão que retratam criminosos e monstros, e, claro, os experimentos do Dr. Frankenstein.

Continuar a Ler