All
Na amplitude do tempo e na imensidão do espaço, o número de mundos para explorar e de histórias para contar é infinito. Cosmos: Mundos Possíveis é uma viagem emocionante e cheia de esperança por lugares perdidos ou ainda não descobertos.Episódios inéditos todo sábado, às 22h30.
Ciência
0:30

Cosmos: Mundos Possíveis - Em breve, no National Geographic

Na imensidão do espaço, o número de histórias e mundos a serem explorados é infinito.

Universo está agindo de forma estranha, e ‘lentes’ cósmicas podem revelar motivo

Novo método para medir a velocidade da expansão do universo pode ajudar os astrônomos que lutam com uma possível crise na cosmologia.

5 mistérios cósmicos que os cientistas ainda esperam solucionar

Depois da detecção das ondas gravitacionais, o que falta descobrir? Muita coisa – inclusive algumas das maiores perguntas do universo.

Detectadas as primeiras estrelas do Universo? Entenda os fatos

Um novo estudo meticuloso sugere que as ardentes bolas de gás começaram a se formar 180 milhões de anos após o surgimento do cosmos.

Veja mais

101 | Origem do universo

Qual é a idade do universo, e como ele começou? Ao longo da história, inúmeros mitos e teorias tentaram explicar as origens do universos, mas a teoria do Big Bang é a explicação mais aceita.

101 | Sol

O Sol mantém os planetas em sua órbita, mas o que ocorreria se ele desaparecesse? Aprenda sobre a estrela central de nosso sistema solar e como ela é essencial para toda a vida como a conhecemos.

101| Terra

Saiba mais sobre como se formou o nosso incrível e fascinante planeta.
Ciência

Pode haver uma nova super-Terra orbitando a estrela ao lado

Mudanças sutis no movimento da nossa estrela vizinha, Proxima Centauri, sugerem a possibilidade de ela acomodar não um, mas dois mundos alienígenas.

Astrônomos podem ter flagrado estrela morta sendo devorada por buraco negro

Ondulações no tecido do espaço-tempo revelam o que pode ser uma colisão cósmica inédita.

Dois planetas que podem abrigar vida encontrados orbitando estrela próxima

“No fim, veremos se eles realmente são habitáveis e, talvez, se até mesmo já são habitados,” preveem astrônomos.