Grandes felinos também cospem bolas de pelo?

Gatos domésticos muitas vezes regurgitam bolas grudentas de pelos, mas isso é raro nos parentes maiores.

Publicado 19 de mar. de 2018 18:15 BRT, Atualizado 5 de nov. de 2020 03:22 BRT
leoes-bolas-de-pelo-grandes-felinos-gatos
Leão-africano dá um trato na pata em Botswana.
Foto de Sergio Pitamitz, Robert Harding Picture Library, National Geographic Creative

Às vezes, é difícil escolher qual o presente favorito do seu gato. É o besouro comido pela metade, a poça de vômito ou as bolas de pelos?

Querendo ou não, a maioria dos donos de gatos tem de lidar com bolas de pelos em algum momento: gatos domésticos passam até metade do tempo em que estão acordados se lambendo.

Mas, nos perguntamos, será que a mesma coisa acontece com felinos selvagens? (Leia sobre coisas surpreendentes que você não sabia sobre seu gato.)

Chegou a hora de lamber

Todas as espécies de felinos, selvagens ou não, produzem bolas de pelos, disse Letitia Fanucchi, behaviorista animal da Universidade do Estado de Washington, por e-mail. Lamber-se não é apenas confortante para gatos domésticos, também serve para mantê-los suaves e lisos. “Eles precisam ser sorrateiros e indetectáveis por suas presas, então, ajuda se estiverem sempre limpos.”

Mas tem uma diferença.

“Quando os gatos se lambem, suas línguas com cerdas pegam muitos pelos, que eles engolem, mas não conseguem digerir.” Então, em pouco tempo, o gato vai tossir, vomitar ou defecar uma bola de pelos – um comportamento que acontece em todos os felinos, diz Fanucchi.

Gatos selvagens também tem línguas com cerdas, chamadas papillae, que são muito úteis na natureza. “Nossa teoria para essas cerdas é que elas ajudam a retirar carne dos ossos e a posicionar esta carne nas suas bocas”, diz Natalia Borrego, pesquisadora do Centro de Leões da Universidade de Minnesota.

Gatos domésticos passam a maior parte do tempo acordados se lambendo, uma atividade relaxante.
Foto de Stephen Alvarez, National Geographic Creative

Mas ela nunca viu um leão, preso ou não, cuspir uma bola de pelos, “apesar de, fisiologicamente, não haver nenhum motivo para isso não acontecer com eles”, disse por e-mail.

Bolas de pelos podem ser sinal de algum problema gastrointestinal, como síndrome do intestino irritável, disse Matthew Johnston, um professor do Hospital Escola Veterinário da Universidade do Estado do Colorado.

Filhotes de gato-do-deserto são filmados na natureza pela primeira vez
A equipe do Panthera, grupo de proteção de gatos selvagens, viu os 3 filhotes na região marroquina do Deserto do Saara. Eles acreditam que os filhotes têm entre 6 e 8 semanas.

Também é possível que algumas rações comerciais causem esses problemas digestivos, apesar de esse ser um tópico controverso, diz Johnston.

Leões, tigres e pelos

Seja qual for a causa, apesar de felinos de todos os tamanhos se lamberem da mesma forma, bolas de pelos “não são normais em gatos”, presos ou não, ele aponta.

Gatos selvagens menores presos, como o serval ou a jaguatirica, muitas vezes recebem dietas similares às de gatos domésticos, já felinos maiores, como onças e leopardos, recebem carne e carcaças de animais. Esse pode ser o motivo para os gatos menores ocasionalmente vomitarem bolas de pelos, diz Johnston. (Veja também: Longe das sombras, os felinos selvagens que você nunca viu)

Serval, um tipo de felino nativo da África.
Foto de Joel Sartore, National Geographic Photo Ark

Mas há alguns casos de grandes felinos em cativeiro sofrerem com bolas de pelos.

Em 2015, veterinários da Universidade do Estado do Colorado removeram cirurgicamente uma bola de pelos de quase dois quilos do estômago de Arthur, um leão-africano no Santuário Animal Selvagem em Keenesburg, Colorado. O animal estava comendo menos e perdendo peso.

Quando um tigre do Centro de Resgate e Reabilitação de Vida Selvagem em Clearwater, na Flórida, começou a mostrar sintomas de perda de apetite e lentidão, veterinários descobriram que ele tinha uma bola de pelos de 1,8 kg – também removida cirurgicamente, de acordo com o Tampa Bay Times.

Uma jaguatirica selvagem anda pelas florestas de Belize.
Foto de Frans Lanting, National Geographic Creative

Comportamento Real

Leões fazem um barulho que pode parecer com o som de cuspir uma bola de pelos, mas na verdade é “o típico chamado de contato ou rugido do leão”, diz Borrego. 

“Leões, tigres, leopardos e onças têm cordas vocais modificadas que incluem um ligamento que permite que eles emitam um rugido muito alto”, ela afirma.

Afinal, o rei dos animais nunca seria pego fazendo algo tão humilhante quanto cuspir uma bola de pelos.

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados