Detectado asteroide potencialmente perigoso para a Terra

O Observatório Cerro Tololo, no Chile, descobriu três objetos próximos ao planeta. De acordo com o programa NOIRLab, um deles pode impactar a Terra.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 11 de nov. de 2022 10:31 BRT
Asteroide 2022 AP7 tem uma órbita que pode, em algum momento, colocá-lo no caminho da Terra.

Asteroide 2022 AP7 tem uma órbita que pode, em algum momento, colocá-lo no caminho da Terra.

Foto de ESA

Três asteroides escondidos no interior do Sistema Solar foram descobertos pelo observatório Cerro Tololo, no Chile. Dois desses objetos, chamados 2021 PH27 e 2021 LJ4, têm órbitas que os colocam longe do impacto com a Terra. No entanto, o terceiro deles, o asteroide 2022 AP7, tem uma órbita que pode, em algum momento, colocá-lo no caminho do nosso planeta.

Esta descoberta foi feita a partir do uso da Câmera de Energia Escura (DECam, sua sigla em inglês) no Telescópio Víctor M. Blanco. O equipamento é um gerador de imagens de alto desempenho em campo amplo e foi projetado especificamente para o Estúdio de Energia Escura.

Um ponto importante a constatar é que os asteroides que estão mais longe do Sol do que da Terra são mais fáceis de detectar, de acordo com o documento do NOIRLab. Além disso, esta pesquisa permite entender como a força de atração e o calor do Sol contribuem para sua fragmentação.

Você pode se interessar pelo seguinte vídeo:

 

2022 AP7: Qual asteroide se aproxima da Terra?

De acordo com Scott S. Sheppard, astrônomo do Laboratório da Terra e Planetas do Instituto Carnegie para a Ciência, existem apenas dois asteroides próximos à Terra que possuem cerca de um quilômetro de diâmetro. O asteroide 2022 AP7 é um deles.

Este objeto tem um diâmetro de 1,5 quilômetros de largura. Trata-se do maior e mais potencialmente perigoso asteroide dos últimos oito anos, segundo os responsáveis ​​pelo programa espacial. Sheppard descreve o objeto como um "assassino de planetas".

Asteroides sem risco de impacto

Os asteroides próximos à Terra também são descritos como NEAs: Near Earth Asteroids, de acordo com sua sigla em inglês. Essas rochas foram descobertas na área do Sistema Solar Interior, região que antecede as órbitas da Terra e Vênus, durante o crepúsculo solar.

De acordo com a equipe de Tololo, descobrir asteroides no interior do Sistema Solar é um desafio ousado. São 10 minutos todas as noites para examinar esta área e lidar com o brilho do sol.

(Conteúdo relacionado: Missão Dart: para testar defesa da Terra, Nasa colide espaçonave em asteroide)

O asteroide 2021 PH27 é de interesse primário para o NOIRLab, porque é o objeto conhecido mais próximo ao Sol. Assim, este asteroide tem maiores efeitos de relatividade geral do que qualquer outro objeto no Sistema Solar.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Espaço
O que é o Sistema Solar e como ele é composto?
Espaço
O que é um asteroide?
Espaço
Oposição dos planetas: o que é e quando o fenômeno pode ser observado no céu?
Espaço
Eventos astronômicos de setembro de 2022: quando é o equinócio
Espaço
Como ver o eclipse lunar total

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados