Como as mudanças climáticas afetam o ser humano?

A Organização Mundial da Saúde alerta que as consequências das mudanças climáticas estão entre as emergências de saúde mais preocupantes da atualidade.

A proliferação de algas tóxicas colore a água e o litoral no estreito a montante da represa Irongate, no rio Klamath, Califórnia, EUA.

Foto de Kiliii Yüyan
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 8 de dez. de 2022 14:57 BRT

Em comparação com os períodos pré-industriais, a temperatura média na superfície da Terra aumentou cerca de 1,1 grau Celsius, de acordo com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês). E esse aumento pode chegar a 1,6ºC até 2030. 

O crescimento médio de 1ºC pode não parecer muita coisa, mas isso já está afetando diretamente a vida das pessoas. 

(Relacionado: Mudanças climáticas: como o aquecimento global afeta a vida no Brasil)

Mudanças climáticas ameaçam a vida humana

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que as mudanças climáticas são uma das emergências de saúde mais urgentes da atualidade. 

Segundo o Relatório Especial COP26 sobre Mudanças Climáticas e Saúde, divulgado em 2021 pela instituição, eventos climáticos extremos, como ondas de calor, tempestades e inundações, ceifaram milhares de vidas e afetaram milhões de pessoas. Ao mesmo tempo, ameaçaram sistemas de saúde e infraestrutura de cidades, colocando diversas populações em situações de vulnerabilidade. 

Além disso, a OMS informa que a poluição do ar é responsável pela morte de milhares de pessoas todos os anos, e reduzir a poluição atmosférica diminuiria o número total de mortes globais em 80%. 

Pesada poluição paira sobre o horizonte de Ulan Bator, na Mongólia.

Foto de Matthieu Paley

Outro impacto das adversidades do clima é que elas estão ameaçando a segurança alimentar e hídrica da população mundial. Segundo o IPCC, extremos climáticos causam efeitos em cascata que impactam o acesso à água limpa e potável, assim como a produção de alimentos, levado milhões de pessoas à fome intensa e insegurança hídrica, especialmente na África, na Ásia, na América do Sul e Central, nas Pequenas Ilhas e no Ártico.

Mudanças climáticas causam mais doenças 

Outra ameaça à saúde humana, segundo a OMS, é que as mudanças climáticas também aumentam a incidência de doenças transmitidas por alimentos, água e vetores (mosquitos). 

De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), agência brasileira de pesquisa em saúde, as doenças mais sensíveis a essas mudanças são as infecciosas, como leishmaniose, malária e dengue, dentre outras arboviroses. Além delas, a hepatite A também é uma preocupação, já que o vírus causador da doença pode ser transmitido no consumo de água e alimentos contaminados, principalmente em territórios carentes de saneamento básico ou que são frequentemente atingidos por inundações.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Meio Ambiente
O que causa o aquecimento global?
Meio Ambiente
O que é a COP27 e por que ela é relevante para a agenda climática?
Meio Ambiente
Mudanças climáticas aumentam casos de doenças como dengue e chikungunya
Meio Ambiente
Mudança climática: o que é, como é causada e o que você pode fazer para revertê-la
Meio Ambiente
O Território, produção da National Geographic Documentary Films, estreia no Disney+

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados