0:30

Meu nome é Greta, no National Geographic

Uma pessoa: isso é tudo o que é preciso para uma grande mudança. Estreia 5 de dezembro, às 21h.
Ciência

Furacões estão mais potentes e duradouros, mesmo sobre o solo

Novo estudo é o primeiro a avaliar como as mudanças climáticas podem deixar os furacões mais devastadores mesmo após atingirem o solo.

O meio ambiente está em apuros. Como Joe Biden pode ajudar?

Mesmo sem o apoio do Congresso, o presidente eleito dos EUA pode fazer muito com “medidas provisórias” e novas regulamentações. Mas será suficiente?

Um guia de como superar a desinformação sobre a covid-19

Informações falsas sobre a pandemia estão desenfreadas, mas defensores experientes da ciência do clima podem oferecer dicas de como combatê-las.

Morte em massa da vida marinha na Rússia ameaça lontras e outras espécies vulneráveis

Proliferação atípica de algas pode ser a causa da dizimação da vida marinha do fundo do mar, gerando uma onda de efeitos devastadores.
21:52

A floresta esquecida

Uma equipe internacional de pesquisadores lideradas pelo cientista Julian Bayliss viaja até uma floresta nunca antes visitada por humanos, em Moçambique. O trabalho dos cientistas é baseado em pesquisadas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, que ganhou o Nobel da Paz em 2007.
0:29

Dia Mundial Contra Mudanças Climáticas, no National Geographic

Greta Thunberg aprendeu que nunca se é pequeno demais para fazer a diferença. Estreia 24 de outubro.
Ciência

Groenlândia pode perder mais gelo neste século que nos últimos 12 mil anos

A taxa de derretimento do gelo nas últimas duas décadas é comparável aos níveis mais altos da histórica geológica recente – e ela ainda está subindo.
Ciência

Cratera colossal encontrada na Sibéria. Qual sua origem?

A enorme abertura é provavelmente resultado de uma combinação explosiva de gás, gelo e lama — e o processo pode se tornar cada vez mais comum com as mudanças climáticas.

Peixe que caminha no fundo do mar foi extinto. É possível salvar seus primos?

O peixe-mão liso foi declarado extinto – é a primeira vez que isso ocorre com uma espécie de peixe marinho.
Ciência

Por que a depressão sazonal também pode aparecer no verão

O transtorno afetivo sazonal (TAS) de verão é motivo de atenção dos médicos há décadas. Mas muitos desconhecem essa condição e pode ser mais difícil combatê-la do que a depressão de inverno.
Ciência

Furacão Laura toca solo e inunda estados do Texas e Lousiana

Avisados de uma maré de tempestade mortal vinda do Golfo do México, mais de meio milhão de pessoas foram evacuadas em plena pandemia.
Ciência

Planeta está batendo recordes de calor – e ficará ainda mais quente no futuro

Com o crescente aumento das temperaturas, a previsão é que o mundo continuará esquentando. Mas até que temperatura?

Gelo marinho que cobre o Ártico durante os verões poderá desaparecer até 2035

Quando uma criança que hoje tem cerca de três anos se formar no ensino médio, o gelo marinho que cobre o extremo norte durante o verão pode ter se tornado coisa do passado.
Ciência

Antártida é o último continente sem covid-19 – e cientistas querem que continue assim

Estudar a Antártica é fundamental para combater as mudanças climáticas, mas a maioria dos cientistas não poderá viajar para o continente na próxima temporada.

Maior manto de gelo da Terra é mais vulnerável ao derretimento do que se acreditava

Evidências chocantes sugerem que, na última vez que o manto de gelo da Antártida Oriental entrou em colapso, ele aumentou o nível do mar em mais de 3 metros – e é provável que isso se repita.

Temporada de furacões no Atlântico em 2020 deve ser ativa e possivelmente destrutiva

Este ano, as tempestades podem ser causadas por uma combinação fatídica de oceano com águas quentes e padrões climáticos sazonais.

Hamster selvagem mais raro do mundo está criticamente ameaçado

Após o alerta dos cientistas de que o pequeno roedor pode desaparecer em 30 anos, surgiram mais iniciativas de reintrodução em regiões da Europa.

Temporada movimentada de furacões no Atlântico pode gerar mais incêndios na Amazônia

As águas quentes do oceano provocam furacões na costa leste dos Estados Unidos, mas é provável que a Amazônia também sinta os efeitos.