Eu não sabia que ia ser militar

Sérvulo Borges, ex-militar e atual liderança quilombola, conta como uma equipe formada majoritariamente por pessoas negras removeu compulsoriamente, entre 1986 e 1989, 312 famílias quilombolas que viviam à beira mar em Alcântara, no Maranhão.

Publicado 16 de jul. de 2021 13:28 BRT
Eu não sabia que ia ser militar

Sérvulo Borges, ex-militar e atual liderança quilombola, conta como uma equipe formada majoritariamente por pessoas negras removeu compulsoriamente, entre 1986 e 1989, 312 famílias quilombolas que viviam à beira mar em Alcântara, no Maranhão. Composta estrategicamente para persuadir as famílias que seriam retiradas de suas terras, a equipe tinha, além de assistentes sociais, enfermeiros e padres, 30 jovens alcantarenses alfabetos e semianalfabetos. “Um preto com outro preto conversando, mesmo que ele seja doutor, mas ele é preto”, diz Borges, que serviu durante oito anos na aeronáutica e ajudou a remover seus parentes para a construção do Centro de Lançamento de Alcântara.

Confira reportagem completa
Continuar a Ler

explorar vídeos

História2:12

A história das Olimpíadas: de louvação religiosa a megaevento internacional

História4:03

101 | Mesopotâmia

Meio Ambiente1:00

O Segredos das Baleias

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados