Como uma vacina funciona?

A imunização em massa evita milhares de mortes por ano, segundo informa a OMS. Veja como a vacina age no corpo para proteger de doenças.

Um profissional de saúde prepara uma dose da vacina Sinovac COVID-19 durante um programa de vacinação em massa em Jacarta, Indonésia.

Foto de Muhammad Fadli
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 26 de out. de 2022 10:33 BRT

A aplicação em massa de vacinas evita quatro mortes por minuto no mundo, de acordo com estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS). As injeções, que foram protagonistas no combate à pandemia de Covid-19, também podem evitar doenças como difteria, sarampo, coqueluche, poliomielite, rotavírus, pneumonia, diarreia, rubéola e tétano. 

As vacinas são meios eficientes de se proteger de enfermidades, por isso, é importante saber como elas funcionam no corpo humano. 

Como as vacinas agem no corpo humano

Tudo começa com o sistema imunológico. Conforme a OMS explica, quando um agente patógeno – seja ele  uma bactéria, um vírus, um parasita ou um fungo – entra no corpo e pode causar uma doença, esse sistema protetor do organismo entra em ação, desenvolvendo anticorpos específicos para eliminar o invasor. 

Entretanto, quando o patógeno ainda é desconhecido para o corpo, essa resposta do sistema imunológico é mais lenta, deixando a pessoa suscetível a adoecer. Nesse contexto, o papel da vacina é o de acelerar esse processo de “conhecimento” do invasor e consequente combate contra ele. 

Do que é feita uma vacina 

As vacinas são compostas por partes de um patógeno, como por exemplo uma proteína específica de um vírus, que ao entrar em contato com o organismo humano, acionando o sistema imunológico, segundo explica a agência de saúde internacional. 

Essa parte, que é inativada – ou seja, não é próprio patógeno e não pode causar doenças –, funciona como um “manual de instruções” para a produção de anticorpos, simulando um encontro das células de defesa do sangue com o agente infeccioso. 

Assim, quando o organismo tiver contato com o invasor real, o corpo já saberá como derrotá-lo, evitando o desenvolvimento da doença, explica a OMS. 

Quantas doses de vacina são necessárias para estar protegido?

De acordo com a OMS, a quantidade de doses necessárias para se imunizar contra determinada doença irá depender da tecnologia da vacina e da capacidade de mutação do patógeno. 

Algumas requerem várias doses, tomadas ao longo de semanas ou meses, como é o caso das vacinas contra a Covid-19, em que o vírus causador tem grande capacidade de mutação. Outras devem ser tomadas anualmente, como a da poliomielite. Já algumas, como a da febre amarela, basta uma dose para que a pessoa fique protegida contra a enfermidade em questão.

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

Ciência
Por que é importante vacinar as crianças?
Ciência
Qual a diferença entre climatologia e meteorologia?
Ciência
O que é a poliomielite?
Ciência
Como a pandemia de Covid-19 afetou a saúde mental dos brasileiros
Ciência
Outubro Rosa: 7 recomendações essenciais para a prevenção do câncer de mama

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados