História

Raríssimo fóssil de triceratops encontrado em canteiro de obra

Quando atingiu um objeto intransponível, a equipe que trabalhava no local acionou o museu. Quarta-feira, 8 Novembro

Por Sarah Gibbens

No canteiro de obras de uma nova estação de bombeiros e de polícia na cidade de Thornton, no estado americano do Colorado, trabalhadores se depararam com uma rara descoberta em 31 de julho – o esqueleto de um triceratops.

A equipe alertou o Museu de Ciência e Natureza de Denver e em 28 de agosto, Joe Sertich, o curador de dinossauros do museu, confirmou que o fóssil realmente pertenceu a um triceratops. A construção foi suspensa para que uma equipe do museu busque outros ossos.

Muitos dos fósseis encontrados nessa região são da Era do Gelo. Por isso, paleontólogos com frequência encontram restos de animais como mamutes e camelos que outrora vagaram pela América do Norte. Um triceratops, no entanto, é um achado raro. A provável origem do fóssil é o período Cretáceo – cerca de 66 milhões de anos atrás. De acordo com a prefeitura, a área é coberta por centros comerciais e perfurações nas rochas da região são raras.

“Muitas vezes, esses objetos são escavados e não são reconhecidos”, disse Joe em um comunicado da cidade para a imprensa.

“Quando uma obra como essa atinge o nível certo, como aconteceu aqui em Thornton, de rochas mais antigas que a extinção dos dinossauros, logo antes de serem extintos, você tem coisas como tiranossauros e triceratops que andaram pela paisagem, e essa equipe de construção atingiu o lugar certo na hora certo.”

Triceratops são um dos dinossauros mais icônicos e têm papéis importantes em filmes como Jurassic Park. A espécie é facilmente reconhecida pelos três chifres e por uma placa em formato de escudo na cabeça. Evidências mais antigas revelaram que a criatura, um herbívoro, era gigantesco – media 9 metros e pesava 6 toneladas.

Milhares de fósseis já foram encontrados apenas na América do Norte. O Banco de Dados de Paleobiologia, mostra onde fósseis foram encontrados ao redor do mundo. Os dados são coletados e reunidos em um mapa interativo que aponta o lugar onde os restos foram descobertos.

Para a cidade de Thornton, a descoberta é mais uma na lista de relíquias do passado da região. O crânio é um de apenas três outros encontrados por perto. Depois que retirar com segurança o esqueleto do local, o museu em Denver pretende colocá-lo em exibição.

Joe Stretch e a equipe do museu estão ansiosos para estudar os restos com mais afinco.

“Estou muito feliz por esse objeto ser o fóssil de um dinossauro”, ele disse.

Continuar a Ler