O que foi a Guerra Fria?

O período pós-Segunda Guerra Mundial, entre 1947 e 1991, marcou uma nova era nas relações internacionais

Atores interpretando um policial militar do Exército dos Estados Unidos (à esquerda) e um soldado soviético posam para fotografias turísticas em frente ao Portão de Brandemburgo, no centro de Berlim.

Foto de Steve Raymer
Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 7 de nov. de 2022 15:30 BRT

A Guerra Fria foi um período marcado por um conflito político-ideológico travado entre Estados Unidos e a ex-União Soviética (URSS), entre 1947 e 1991. Esse período polarizou o mundo em dois grandes blocos, um alinhado ao capitalismo e outro alinhado ao comunismo.  

O termo “guerra fria" foi atribuído ao período pela primeira vez em 1945, pelo escritor britânico George Orwell, autor de 1984. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, marcada pelo bombardeamento das cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, o escritor usou o termo em um ensaio prevendo que isso desencorajaria uma guerra aberta entre grandes potências, criando, em vez disso, “um permanente estado de 'guerra fria'".

(Relacionado: Bomba de Hiroshima: como foi o primeiro bombardeio nuclear da história)

Características da Guerra Fria

Segundo livro A Era dos Extremos, do historiador Eric Hobsbawm, entre as características que marcaram esse momento da história mundial, pode-se destacar: 

Polarização do mundo: a disputa travada entre norte-americanos e soviéticos afetou as relações internacionais dessas nações como um todo. 

• Corrida armamentista: a procura pela hegemonia internacional fez com que as duas potências investissem no desenvolvimento de novas tecnologias bélicas, principalmente armas nucleares.

Corrida espacial: outro campo de disputa entre americanos e soviéticos foi nas expedições espaciais ao longo da década de 1960. Inúmeros avanços aconteceram nesse período, como o primeiro ser vivo a chegar ao espaço e o primeiro homem a pisar na Lua

• A criação da Organização das Nações Unidas (ONU): A ONU foi criada a partir da antiga Liga das Nações, com o objetivo de “garantir a paz” entre as nações e promover políticas de caráter humanitário. 

Muro de Berlim: símbolo da guerra fria

Por seu papel central durante a Segunda Guerra, a Alemanha foi o palco central do conflito EUA versus URSS. O território alemão foi dividido entre os países Aliados (EUA, França, Inglaterra e URSS), que saíram vitoriosos da guerra mundial. 

O Estado Alemão passou a ser dois, um ocidental – aliado aos EUA e ao “bloco capitalista” – e outro oriental – aliado à URSS e ao “bloco socialista/soviético”. A divisa desses blocos era na capital alemã, Berlim, onde um muro de três metros de altura feito de concreto e rodeado de arame farpado foi construído, separando 45 quilômetros da divisa. Até hoje, o Muro de Berlim é um dos principais símbolos da Guerra Fria. 

Continuar a Ler

Você também pode se interessar

História
O que é o Dia dos Mortos?
História
Philip de Edimburgo, o primeiro amor da Rainha Elizabeth 2ª
História
Nos 200 anos da independência do Brasil, conheça mitos e verdades sobre o 7 de setembro
História
Bomba de Hiroshima: como foi o primeiro bombardeio nuclear da história
História
VOZES DA FRONTEIRA: A DECISÃO

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados