Meio Ambiente

Cinco guardas florestais e motorista assassinados no Parque Virunga

Lar de 25% de todos os gorilas do mundo, a reserva nacional, na República Democrática do Congo, tem sofrido com a violência das milícias locais nas últimas duas décadas.quarta-feira, 11 de abril de 2018

Por National Geographic Brasil
População da República Democrática do Congo presta homenagem aos cinco guardas florestais e um motorista do Parque Nacional Virunga mortos em uma emboscada em 9 de abril. Mais de 170 guardas da reserva foram mortos por milícias nos últimos 20 anos.

Cinco guardas florestais e um motorista foram assassinados nesta segunda-feira (09/04) no Parque Nacional de Virunga na República Democrática do Congo. O local é conhecido por ser o lar de dezenas de espécies de gorilas ameaçados de extinção. O grupo de funcionários teria sido vítima de uma emboscada por parte de milicianos instalados na região, acredita a direção do Virunga. Em comunicado oficial, a instituição diz que 175 guardas florestais da localidade foram mortos nos últimos 20 anos, sendo este último o ataque mais violento da história do parque.

Em seu perfil no Facebook, o Parque Nacional de Virunga escreveu que estava “confirmando os relatos de um ataque a seus funcionários”. O post informou ainda que a emboscada ocorreu no setor central da reserva e que um sexto guarda florestal havia sido ferido, mas conseguiu escapar com vida.

“Estamos profundamente tristes pela perda de nossos colegas. Virunga perdeu extraordinários guardas que estavam bastante comprometidos em trabalhar a serviço de sua comunidade”, escreveu o diretor do parque, Emmanuel de Merode. “É inaceitável que os guardas do Virunga continuem a pagar o preço mais caro por defenderem nossa herança comum. Estamos devastados por suas vidas terem sido interrompidas”.

Patrimônio da humanidade

Criado em 1925 e tornado Patrimônio Mundial da Unesco em 1979, o Parque Nacional Virunga tem 7,8 mil km² e está localizado na turbulenta parte oriental da República Democrática do Congo, próximo à fronteira com a Uganda.

Além de ser o lar de espécies raras de primatas, sobretudo os ilustres gorilas-das-montanhas, e outros animais, como leões, hipopótamos e elefantes, a região é habitada por grupos armados rebeldes, caçadores e extrativistas ilegais e milícias locais, chamadas de Mai Mai. (Leia sobre o trabalho da cientista Dian Fossey com os gorilas-das-montanhas.)

Estes grupos são tidos como os responsáveis pelos assassinatos desta semana, além de vários outros, e o controle das terras e suas riquezas naturais seria um dos principais motivos para os embates. O alto número de mortes violentas nas últimas duas décadas fez com que o Virunga ficasse também conhecido como um dos parques mais perigosos do mundo.

Saiba aqui como doar para o Parque Nacional Virunga.

Confira um trecho do episódio de Explorer, A Guerra de Virunga
Confira um trecho do episódio de Explorer, A Guerra de Virunga
Virunga é um dos parques mais famosos do planeta e lar de criaturas impressionantes, como Gorilas-das-Montanhas. A região é repleta de perigo e morte devido ao conflito entre caça e preservação. Acompanhe a investigação do jornalista britânico Justin Hall.
Continuar a Ler