Qual é a tartaruga mais velha do mundo?

Estima-se que o exemplar mais velho da espécie já era vivo quando a rainha Vitória, do Reino Unido, subiu ao trono em 1837.

Por Redação National Geographic Brasil
Publicado 23 de mai. de 2023, 10:08 BRT
Tartarugas-gigantes em uma área de pastagem na Ilha Grand Terre, nas Seychelles.

Tartarugas-gigantes em uma área de pastagem na Ilha Grand Terre, nas Seychelles.

Foto de Thomas P. Peschak

tartaruga-gigante-das-Seychelles (Aldabrachelys gigantea hololissa) é atualmente considerada a tartaruga mais longeva do mundo. Isso porque um dos exemplares restantes da espécie, chamado Jonathan, completou 190 anos em 2022. 

O recorde foi registrado no Guinness World Records, e colocou a tartaruga como o quelônio (ordem dos répteis que inclui tartarugas, cágados e cágados) mais antigo de todos os tempos. 

De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN, na sigla em inglês), a tartaruga-gigante-das-Seychelles é uma espécie controversa, possivelmente distinta da tartaruga-gigante-de-Aldabra (A. gigantea). A IUCN diz que os dois tipos da tartaruga habitam o arquipélago das Ilhas Seychelles, no Oceano Índico ocidental, e são morfologicamente distintas, mas ainda não há uma diferenciação genética entre as espécies. 

Também segundo a IUCN, as tartarugas-gigantes-das-Seychelles costumavam ser encontradas em vários arquipélagos do Oceano Índico, mas foram extintas na natureza por volta de 1800 porque os marinheiros as usavam como alimento em navios. Hoje, a classificação do animal na Lista Vermelha da IUCN é “extinta na natureza” e são encontrados exemplares apenas em cativeiro, onde a expectativa de vida é estimada entre 80 a 120 anos. 

Jonathan, a tartaruga mais velha do mundo

De acordo com um artigo da revista do Instituto Smithsonian, instituição educacional e de pesquisa associada a um complexo de museus, Jonathan chegou a Santa Helena, ilha e território ultramarino britânico no Oceano Atlântico Sul, em 1882 como presente para o sir William Grey-Wilson, que mais tarde se tornou governador da ilha.

Uma tartaruga-gigante nas zonas húmidas das Seychelles.

Uma tartaruga-gigante nas zonas húmidas das Seychelles.

Foto de Thomas P Peschak

Desde então, Jonathan tem vagado e pastado nos jardins de Plantation House, a residência do líder do governo da ilha, com mais três tartarugas-gigantes: Emma, David e Fred.

Ainda segundo o texto da revista, a tartaruga teria chegado à ilha "totalmente crescida", o que significaria que ela tinha pelo menos 50 anos. De acordo com essas estimativas, Jonathan pode ter nascido em 1832. Para dar perspectiva, quando a rainha Victoria – bisavó da rainha Elizabeth 2º e tataravó do atual rei Charles – ascendeu ao trono em 1837, no Reino Unido, a tartaruga já teria cinco anos de idade. 

Entretanto, segundo o Smithsonian, acredita-se que o quelônio pode ser ainda mais velho. 

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeo

Sobre nós

Inscrição

  • Assine a newsletter
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2024 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados